A Saga de Jonas Filho no meio político do Leste Maranhense

Jonas Filho consagrou-se na comunicação brasileira pela paixão que nutre pela polêmica, por sua coragem de enfrentar temas dos quais boa parte foge ao primeiro anúncio e pelo dom quase sobrenatural de satirizar os políticos e seus feitos. Com 22 anos de profissão o ludovicense que foi morar em Manaus, capital do Amazonas, a partir dos  28 dias de nascido,  já passou longas temporadas no Rio de Janeiro (Globo FM) e em sua terra natal São Luís fazendo o que mais gosta – programas de rádio.

Jonas Filho
Jonas Filho

Na ilha do amor assinou o programa DISCO FLASH, do gênero romântico na rádio Cidade FM. “Depois aprendi que no Maranhão só ganhava dinheiro quem fazia política, aí aprendi a fazer jornalismo político“, contou lembrando que após a mudança foi parar na rádio Capital AM, das 10h às 12h, no CAPITAL NOTÍCIAS. Ainda em São Luís teve passagem pela rádio Educadora AM onde trabalhava com o ex-deputado Pavão Filho e pela rádio estatal TIMBIRA por meio de Fernando Junior, atual proprietário da ESCUTEC.

Chegou à Codó no início dos anos 2000 a convite do prefeito da época, Ricardo Antonio Archer, que estava em campanha de reeleição. Virou diretor da rádio Eldorado AM e apresentava o programa SHOW DOS BAIRROS, cujo repórter era o ligerinho Jair Ribeiro na saudosa motolink da ‘dodó’. Desde então, Jonas até que vai para outras cidades, a exemplo de Presidente Dutra (em 2003), mas a água do Itapecuru daqui tem se mostrado  mais forte.

“Esta é a cidade que eu escolhi pra viver”, gosta de dizer o apresentador

A ROTINA ATUAL

Na atualidade faz algo espetacular do ponto de vista humano, sobretudo para quem enfrenta alguns problemas de saúde. O estilo de vida de um garotão que teve tudo na juventude, pois o pai empresário fez grande fortuna no Amazonas antes de morrer afogado no rio de mesmo nome, lhe deixou algumas sequelas, dentre as quais a pressão arterial alterada e o diabetes, mas nada que lhe impessa de levantar de segunda à sexta-feira às 4h da madrugada.

Às 4h30 ele já está dentro de um carro partindo para a cidade de Caxias. Na terra de Gonçalves Dias, Jonas Martins Filho lidera o CIDADE DA GENTE CAXIAS – A NOTÍCIA POR INTEIRO NO INÍCIO DO DIA. Lá a pancada rola no lombo dos Coutinhos e em vez de falar diretamente como ‘O PAI’ (coisa da Câmera Celestial em Codó)  conversa com o poeta da Canção do Exílio lastimando-se pelos desmandos políticos do município.

O programa DAS 7H ÀS 8H30,  na TV BAND, do visionário empresário e advogado Paulo Marinho, tem reportagens estilo stand up com a participação popular via telefone. É um sucesso de crítica e público.

CHISPA PRA CODÓ

Ao encerrar o programa na vizinha cidade, Jonas toma café e novamente pega uma condução para retornar à Codó onde, ao meio dia, tem mais um compromisso ao vivo no Cidade da Gente – A NOTÍCIA POR INTEIRO NA METADE DO DIA.

Aqui desenvolve o melhor de seu estilo que mistura veneno puro e humor pra cima daqueles que estiverem na mira do meio dia ou da metade do dia como o próprio prefere em seu slogan. Por causa de sua forma de comunicar tem uma lista enorme de inimigos no meio político e até entre os colegas de profissão, mas no fundo o coração dele gostaria de estar com cada um daqueles que se afastam, acaso isso  fosse possível.

O ESCUDO DE ZITO

Foi o escudo de Zito Rolim nos últimos anos e mesmo dentro de um intenso fogo cruzado saiu vitorioso pois manteve o prefeito na mídia nos primeiros quatro anos e ainda conseguiu reelegê-lo (que o diga os inúmeros processos por propaganda antecipada dos quais o apresentador é parte no TRE).

Usa a tática da defesa do prefeiro com um contra-ataque violento. Isso afugenta os adversários.

Jonas, apesar da correria, vive bem financeiramente e não tem muito com o que se preocupar, principalmente com aqueles que lhe querem bem longe. É inteligente, tem bela voz, bom de microfone e aqui, acolá ainda arrisca alguns golpes de karatê o que, aliás, atualmente, deixou de lado pois, a bem de sua saúde, trocou as noitadas pelo sossêgo e melhor alimentação. O classificaria de UM NOVO VELHO JONAS.

Ao companheiro desejo só mais saúde, pois talento e competência de comunicador o resto de nós é quem está precisando.

11 comentários sobre “A Saga de Jonas Filho no meio político do Leste Maranhense”

  1. Só se for mesmo em Codó que ele tem essa respeitabilidade toda do povo, porque aqui em Caxias as pessoas até desligam a tv quando ele entra no AR as sete horas da manhã,mas parece que nesse pais o certo é o errado, e o errado acaba sendo certo, mas pelo que conheço o prefeito de Codó Zito Rolim, esse jonas certamente sabe de muita coisa desse prefeito, porque pra aturar uma figura dessas só mesmo tendo o rabo preso com ele.

  2. Além de …… não gosta de …. as contas, principalmente aluguel. Perguntem para o dona de uma panificadora aqui do alto da fábrica. ele deixou de beber porque era mais antipático ainda, vivia bebendo o resto que ficava nas mesas.

  3. Só o Cuduó pra acoitar “aventureiros” de todo tipo. Não passa de um ……………

Deixe uma resposta