ABANDONO – Lavradores de 7 comunidades ocupam Prefeitura de Codó

Lavradores  de 7 comunidades ocuparam ontem (22), à tarde, as dependências da Prefeitura de Codó para cobrar melhorias urgentes. Participaram representantes de Mata Virgem, Cipoal dos Pretos, Santa Maria dos Moreiras, Bom Jesus, Mocorongo, Livramento e Boa Esperança.

Manifestantes dançam dentro da Prefeitura
Manifestantes dançam dentro da Prefeitura

Algumas destacam seus problemas:

  • MATA VIRGEM – desde 2013 tem alunos estudando num salão de festa. Apesar das promessas a escola da comunidade está caindo aos pedaços e nunca foi reformada.
  • CIPOAL DOS PRETOS – O prefeito prometeu construir um poço artesiano e nunca cumpriu. Os lavradores também reivindicam a reforma de 4kms de estrada ligando São José à Cipoal.

Sobre a construção dessa estrada o secretário de Cultura e Igualdade Racial, Augusto Serra, único a aparecer para conversar com os manifestantes garantiu que o secretário de Infraestrutura, Márcio Esmero, disse que, como existem máquinas na região, a reforma entre São José e Cipoal já está autorizada.

  • MOCORONGO – A caixa d´’agua está rachando e caindo.
  • SANTA MARIA DOS MOREIRAS E BOM JESUS – também reclamam de falta de caixa d’água (base precisa de reparos, pode desabar) e pedem reforma da estrada até o Barracão.
  • BOA ESPERANÇA E LIVRAMENTO – Tem na pauta reclamação de falta de iluminação pública. Todos recebem cobranças na conta de luz e não usufruem do benefícios.

Também consta entre as reivindicações a melhoria da estrada que liga Barracão até Soledade. Há provas de que existe um convênio de quase R$ 1 milhão  para esta obra.

Prof. Mário Sérgio, Pedro e Augusto Serra
Prof. Mário Sérgio, Pedro e Augusto Serra

“Ano passado foi assinado um convênio entre Estado e Prefeitura no valor mais ou menos de R$ 789.000,00 para melhoria dessa estrada. Nos nossos cálculos chega a mais ou menos R$ 19.000, 00 por quilômetro. Iniciou a obra no passado, parou por causa da chuva, março reunimos com o prefeito ele informou que tinha parado a obra por causa das chuvas, retomaria agora logo após as chuvas. Agosto voltamos a reunir com eles porque nada aconteceu e ele disse que não tinha dinheiro na conta. Logo após o pessoal ir pra casa as máquinas começaram a trabalhar e não tá arrumando a estrada do Barracão até a Soledade a contento, eles tão dando assim uma melhorada em alguns pontos e a gente quer discutir com o prefeito –  o recurso entrou ou não entrou na conta?”¸ esclareceu o professor Mário Sérgio Moreira de Queiroz

O prefeito Zito Rolim não apareceu para ouvir as comunidades. Todos os governistas que estiveram no local disseram que não conseguiram contatá-lo pelo telefone. Esta também foi a justificativa de Augusto Serra.

O vereador Pedro Belo, que acompanhava os manifestantes, também tentou contato por telefone com Zito, no meio dos quilombolas, mas não foi atendido.

REUNIÃO

Augusto disse que tentaria marcar uma reunião entre manifestantes e Zito para esta quinta-feira (22) pela manhã.

“Vamos colocar na mesa dele esta pauta para ouvir dele o que vai ser feito”, concluiu o professor

4 comentários sobre “ABANDONO – Lavradores de 7 comunidades ocupam Prefeitura de Codó”

  1. AFINAL DE CONTAS PARA QUE SERVE UM VEREADOR? EU PENSEI QUE ERA PARA FISCALIZAR AS CONTAS DA PREFEITURA,PORQUE QUE O CONVENIO FOI LIBERADO PELO GOVERNO, POIS A PREFEITURA INICIOU AS OBRAS E AGORA ESTA TERMINANDO O VERÃO VAI CHEGAR AS CHUVAS E A OBRA ESTA PARADA E O VEREADOR ESTA LIGANDO PARA O PREFEITO QUANDO NA REALIDADE ERA PARA ESTAR LIGANDO PARA MINISTERIO PUBLICO OU POLICIA FEDERAL. MEU DEUS O POVO DE CODO ESTA MUITO MAL REPRESENTADO COM SEUS EDIS,

Deixe uma resposta