BOA NOTÍCIA: Cidade terá Centro de Referência Afro-codoense

Augusto Serra

Breve teremos um Centro de Referência Afro-codoense que levará o nome da primeira professora normalista de Codó, Filomena Catarina Moreira.

O prédio, situado à rua Antonio Alexandre, bairro São Benedito (próximo à igreja Matriz), pertence à família da antropóloga, Maria de Lourdes Siqueira, que falou à repórter Edvânia de Paula de sua satisfação em colaborar para a existência do centro fazendo referências à professora Filomena de quem era afilhada.

“Uma cultura codoense africana porque a professora Filomena Catarina Moreira era de origem africana e a mãe dela era uma ex-escrava que acompanhou e aqui permaneceu por muito tempo”, revelou

ESPAÇO PARA TODOS

A solenidade de doação contou com a presença de alguns guardas municipais, do professor Carlos Gomes e dos secretários, Ricardo Torres (de governo) e Augusto Serra, da Cultura e Igualdade Racial.

Augusto informou que o local será um centro de pesquisas, um espaço dedicado não apenas aos afro-descendentes, mas à toda população codoense.

“Isso está se concretizando hoje com este compromisso de comodato que está sendo selado, a professora colocando um patrimônio da sua família a disposição de Codó. Nós conversamos com o prefeito e ele abraçou a causa, temos feito reuniões com os demais secretários, temos certeza de que nós vamos ter as condições para tornar isso aqui uma realidade pra nós estarmos aqui reinaugurando esse espaço e entregando à população codoense como um todo aproveite este espaço para pesquisa, espaço para estudo, pra que a gente possa promover cultura, uma espaço para que as ações afirmativas de formação da igualdade racial também possa estar saindo daqui”, disse

Ainda não há data para (re)inauguração. O prédio, onde chegou a funcionar a escola Arco-íris, precisa de uma reforma geral.

Deixe um comentário