Câmara vai criar projeto que firma critérios rígidos para a concessão de titulo de Cidadão Codoense

Depois da imprensa questionar o título de cidadão codoense concedido à algumas pessoas que ela considerou indignas, os vereadores resolveram reavaliar a situação e estabelecer critérios.

Como é feito atualmente, basta que um parlamentar se engrace de alguém, ofereça-lhe o título e, se este aceitar, estará concedido. Em conversa com o vereador, Figueiredo Junior, o blogdoacelio foi informado da pretensão da mesa diretora de criar um projeto que estabelecerá critérios para que a pessoa seja agraciada com o título.

CRITÉRIOS RÍGIDOS

Perguntamos ao presidente da Casa, se já poderia adiantar algum desses critérios. Citou o número de ano que será exigido do cidadão como morador e como eleitor da terra, além do serviço que ele prestou à comunidade codoense.

“Um dos critérios é que tenha a pessoa indicada no mínimo 10 anos de domicílio eleitoral, seja morador, residente, em Codó, eleitor por, no mínimo, 10 anos. Que tenha serviços prestados à alguma entidade reconhecida de utilidade pública por, no mínimo, 4 anos, ou tenha ocupado cargo de secretariado ou algum cargo de governo que tenha realmente prestado serviço á nossa comunidade”, revelou

SEM MÁCULA

Figueiredo deixou claro que a intenção é eliminar de vez qualquer questionamento sobre qualquer pessoa que tenha recebido o título, o que acaba refletindo mal na imagem do legislativo.

“Que não fique tão questionado perante a sociedade, que não fique a bel prazer dos vereadores a questão de se usar o bom senso. É isso que nós queremos”, disse

O presidente garantiu ao blog que até o final deste semestre o projeto passará pelas comissões e será levado a plenário.

Deixe uma resposta