Casa para desabrigados vira debate após pressão da Rede de Defesa

A pressão mostra-se por demais importante, sobretudo quando ela tem uma base popular. Depois que a Rede de Defesa da Cidadania colocou o assunto da reserva de 30% das casas para quem perdeu residência na enchente de 2009, o caso virou pauta principal da fala de alguns parlamentares.

NÃO VÃO INVADIR, OLHA, OLHA!!

Hildemberg Oliveira abriu o tópico dizendo que não estava incitando ninguém a invadir as casas do Residencial Zito, mas os desabrigados teem direito, já garantido por lei, de tornarem-se donos sem a obrigação de passarem por um sorteio, baseado em cadastro antigo.

“Cabe agora ao município fazer um pleito junto à Caixa Econômica e ao governo federal para que vocês possam ter acesso à esta casa sem participar do sorteio que vai ser feito em função do cadastramento que já aconteceu no município de Codó há dois, três anos atrás”, disse Hildemberg

GOVERNO PREOCUPADO

A reposta do governo veio a seguir por meio do líder, Leonel Filho. Este disse que a bancada governista reuniu-se com Zito Rolim, antes do início da sessão e ouviu a seguinte explicação do chefe do Executivo.

“100 pessoas das que foram alagadas, já estão no projeto e o Zito está pleiteando mais 200 pessoas para ser 300 casas à beneficiar somente os alagados, 300 casas somente para os alagados(…) nós temos que conversar com o gerente da Caixa Econômica para que ele autorize porque é uma lei federal, ela comporta este tipo de adaptação e o prefeito é totalmente favorável a ajudar as pessoas que precisam”, afirmou Leonel

O debate, até então, sem voz alguma no parlamento, pode ter a finalidade maior de minar a força do projeto de lei de iniciativa popular protocolado na Casa nesta segunda. De agora em diante muitos pais da criança irão se apresentar.

Abra olho REDE DE DEFESA

4 comentários sobre “Casa para desabrigados vira debate após pressão da Rede de Defesa”

  1. uma falta de vergonha hoje uma multidão fora a camara municipal..pesando que eles iram receber uma boa noticia que ele iriam ganhar uma casa para pessoas desabrigada……na verdade ele estavam das pessoas só numero do titulo eleitoral….me pergunto pra que o numero do titulo…..uma mulher perguntou vocÊs recebem outro documento e o rapaz respondeu…bem alto queremos o numero do titulo para cadrastar….

    já estão querendo dar golpe antes da eleição

    1. Art. 225 do REGIMENTO INTERNO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CODÓ:

      “A iniciativa popular será exercida pela apresentação à Câmara Municipal de projeto de lei subscrito por, no mínimo 2,5 % (dois e meios) por cento dos eleitores do município de Codó”

      “I – a assinatura de cada eleitor deverá ser acompanhada de seu nome completo e legível, endereço e dados identificadores de seu título eleitoral”;

  2. para que o pessoal da prefeitura queria no numero do titulo eleitoral……para ganhar a então esperada casa propria…..

    sacanagem que esses governantes fazem com o povo de codo…….

    o pessoal tinha que dar o numero do titulo eleitoral….para fazer o cadrastro……………………..

  3. é uma piada ver a cara desse doido raimundo ribeiro,reunindo as pessoas pobres sem ter nada haver com esssas casas,agora vem a rede de defesa,com virgina, boca mole,vai tomar banho mulher cuidar melhor do seu marido,vc ´´e burra de mas asi dessa

Deixe um comentário