César Pires pede emancipação do 17 e recebe comissão de Cajazeiras

César Pires

O deputado César Pires (DEM) protocolou na manha desta quarta-feira requerimento na Assembléia Legislativa, pedindo a emancipação do povoado Moisés Reis (KM17), a ser desmembrado do município de Codó, na região dos Cocais.

Segundo César Pires, seu requerimento atende todos os requisitos necessários da resolução da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, que estabeleceu as rigorosas normas para emancipação dos novos povoados em todo Maranhão.

“O povoado Moisés Reis tem tudo para se desenvolver ainda mais nos próximos anos. É cortado pela BR-316, que dá acesso a todos os cantos do país. Enquanto isso, o município de Codó cresce se afastando da rodovia”, afirmou César.

De acordo com o autor do projeto, Roberto Reis, o povoado Moisés Reis conta hoje com população estimada em sete mil habitantes e cerca de 700 edificações, entre residências, postos de combustíveis, igrejas, comércios, pousadas e outros.

LIDERANÇAS

Também estavam presentes na solenidade de pedido de emancipação do povoado Moisés Reis as lideranças comunitárias Fausto Vieira dos Santos, o “Bigode”, Raimundo Nascimento Arruda o “Xinguara”, Enivaldo Costa Silva e a senhora Maria Nildes Silva Santos, a “Nilde do 17

CAJAZEIRAS

Comissão Cajazeiras

O povoado Cajazeiras, localizado em Codó [a 290 quilômetros de São Luís], na região leste maranhense, pode ser um dos novos municípios maranhenses. O pedido de emancipação da localidade foi protocolado no final da manhã desta terça-feira (7), pelo deputado César Pires (DEM).

O parlamentar esteve acompanhado de várias lideranças do povoado e junto ao pedido foram anexados os estudos técnicos estipulados na Resolução Legislativa nº 25/2011, de autoria da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

“É um sonho antigo daquelas pessoas ter Cajazeiras reconhecida. A localidade reúne todas as condições e pré-requisitos exigidos. Tenho convicção de que se algum povoado for desmembrado, com certeza um destes será Cajazeiras, porque ali residem pessoas com vontade necessária para construir uma nova cidade”, afirmou César Pires.

A localidade possui uma extensão de aproximadamente 90 quilômetros quadrados e fica localizado a 80 quilômetros do centro de Codó. No espaço já existem delegacia de polícia, posto médico, mercado municipal e escolas públicas, mas o acesso entre os locais não é dos melhores. “Além da grande distância, a estrada é ruim o que prejudica bastante”, disse Raimundo Carlos, uma das quatro pessoas que acompanhou o deputado ao protocolar o pedido.

O prazo final para que sejam feitos os pedidos de criação de novos municípios expira dia 9.

Fonte: Site da Assembleia Legislativa

9 comentários sobre “César Pires pede emancipação do 17 e recebe comissão de Cajazeiras”

  1. Em fim Cajazeiras Agora tem um Pai,para o Projeto de Emancipação Politica o Dep.César Pires,éste sim tem Compromisso com o Povo de Codó,Agora Vamos Aguardar o Desenrolar dos Projetos,Quanto ao Km 17,este tem que Aguardar mais um Pouco,o Projeto é somente Benefico para a FAMILIA REIS,já Estão até Loteando o tal Prétenso Municipio,vão Esperar Muito Tempo:este Projeto é só mente para Dividir a Popreza do Maranhão.

    1. Agamenom, me desculpe mas isso nao parece muito com “compromisso ao povo de Codó.” Pelo contrário: parece que o compromisso/interesse está sendo maior para os moradores destas comunidades do que para Codó….

  2. É sutentavel quando algumas pessoas lutas por seus interesses, agora lutar para emanciapar Cajazeiras, KM 17 e Trezidela, tudo de uma vez só, ai é brincadeira, estão querendo acabar com o município de Codó, nem o STF nem Senado, nem Câmara Federal ainda se pronunciaram sobre tal questão. Tanto que estão achando dificuldade em criar mais dois estado, no estado do Pará. Ai tem muita gente de olho mais com outros interesses, emancipação desses novos municípios eu particularmente não sou a favor, isso ai é só pra encher bolso de politico e a população é que se arrebenta.

  3. Km-17 emancipado… Que tristeza! Apenas interesses políticos! Criação de mais cargos para prefeitos, vereadores, e por ai vai….
    Por que, beneficios para a população: NENHUM! Ou o km-17 tem infra-estrutura para caminhar com suas proprias pernas? Imagino os doentes/acidentados que moram no 17 que vem se tratar no HGM… vao pra onde agora??? Se hj ja passam por privações, imagine se nao poderem mais contar com o apoio de Codó…. Que tristeza….

  4. A luta por melhores condições de vida do povodo km 17 é uma luta antiga.Muitas vezes travadas pela família dona da terra, tais como; Criacão do Conselho Comunitário, ADEHAM , Escola de 2º grau no governo Jackson Lago, aberturas de ruas e avenidas, Posto Policial perto das bancas,casa de tijolos,Feirinha do Pequeno Produtor Rural, Asfaltamento de ruas e centro do povoado, etc. A luta pela EMANCIPAÇÃO vem desde o Governo CAFETEIRA uma luta que teve sempre como adversários os donos da terra.Mas, a LUTA CONTINUA e que bom que eles agora entenderam e absorveram esta LUTA antiga do POVO do KM 17.Só para lembra o Dep. Camilo já tinha apresentado este requerimento com o nome original de KM 17/SALVATERRA. ABRAÇOS!!!

Deixe um comentário