Cisternas estão ajudando famílias de Codó, mas também já estão secando

O sorriso que registramos de seu Raimundo Nonato dos Reis tem tudo a ver com o  que agora está a poucos palmos de casa.

Durante 14 anos nunca foi tão fácil ter água boa pra beber e cozinhar. Antes  da cisterna do programa Federal Água Para Todos ele passava até dois dias da semana carregando água em botijões da cidade ao povoado Santa Barbara.

 “Não era fácil, a coisa mais difícil, uma cruz tão pesada que a gente carregava, mas Deus é melhor e nós vencemos”, revelou o lavrador

NÚMERO DO MARANHÃO

 No Maranhão, 16 municípios foram beneficiados com 5.377 cisternas iguais à esta. Só no Leste do Estado constam desta lista Codó, Coroatá, Peritoró, Alto Alegre do Maranhão, São Mateus e São João do Sóter. No município de Codó,  1.015 famílias recebem esta ajuda, atualmente,  em mais de 100 comunidades.

Elas foram pensadas para que  uma família de 4 pessoas passe até 9 meses, período de mais dura estiagem no semiárido nordestino, com os 16 mil litros que a cisterna armazena. Água da chuva para beber e cozinhar alimentos.

Ocorre que gente como seu Manoel Nascimento da Cruz não resiste ao apelo das plantas do quintal e sai utilizando o líquido para aguar tudo.

 “Pra nós fazer esses serviço aqui, esses pezinhos de planta nós carregamos muita água pra aguar eles…E AGORA? Agora tá bom demais, tá em casa”, explicou

SECA COM CISTERNA

O ato, aparentemente normal, já está levando à problemas como o enfrentado por dona Francisca Siqueira  na região. A água  dela só durou 4 meses.

 “Aguando planta, dando água pro animal, botando pras galinhas, pato, aí não tem como ficar cheia não”, disse

Ela está entre aqueles que, mesmo com a solução da falta de chuvas ao lado da casa, pedem a volta do carro-pipa que passava na comunidade.

“Mandar botar água porque a quentura é ruim, a seca é ruim como é que a gente vai passar passando sede não tem condição de viver não”, pediu

O secretário de Agricultura do município, José Cordeiro de Oliveira,  viu a situação de perto. Explicou que o Maranhão receberá 13 carros-pipa nos próximos dias e 1 deles virá para Codó ajudar à estas pessoas.

 “Vamos encher com carro-pipa, não faz parte do programa fazer isso, mas não tem outra saída, levar essa água para o pessoal se abastecer e esse carro vai continuar reabastecendo as que já estão secas”, disse o secretário

Vendo os efeitos da falta de economia seu Raimundo Reis e muitos outros estão  se precavendo. Ele até já fez uma cobertura para a cisterna dele, demonstração pura de zelo e  gratidão.

 “Eu achava que assim dava uma proteção pra ela subsistir mais sem ressecar e água sai mais fria também pra gente usar”, concluiu

Deixe um comentário