CODÓ – Situação de crianças e escola de São Francisco é de envergonhar o Brasil inteiro

De acordo com informações da Secretária de Educação, Rosina Benvindo, Codó tem hoje na zona rural 170 escolas, cerca de 80 delas estão em condições de envergonhar qualquer nação, que dirá um município que se preze.

Ela encontrou um abacaxi de mais de um século, alimentado pela irresponsabilidade de nossos administradores, e não mentiu uma vírgula – a situação é triste, crítica.

Encontramos e filmamos para mostrar ao planeta, via internet, que em pleno século XXI, muitas crianças e adolescentes codoenses ainda estudam como se estivessem no início da república, em condições tão vexatórias que as vezes até eu que estou apenas filmando fico envergonhado, na dúvida – devo ou não mostrar isso? É tão feio.

Vencido pelo desejo de mudança que move os jornalistas, mostro.

A MERCÊ DO DESTINO

O vídeo aqui exposto é da escola de São Francisco, um povoado que fica depois do Distrito de Cajazeiras. Da cidade  até lá são mais de 90 kms, extremo com o município de São João do Sóter.

A professora ainda estava no local na minha chegada, mas eu mesmo pedi que ela saísse da gravação para que não sofresse represália da administração, que poderia interpretar a presença dela erroneamente.

A aula já havia terminado porque era período de prova, a crianças que aparecem estavam apenas brincando com vasilhames de manteiga, terra e água. O local, que fica ao lado de curral de bois e vacas com aquela catinga característica das fezes do gado,  é um antigo bar da comunidade que virou escola depois que a antiga, uma construção dos pais de barro, cipó e cobertura de palha de babaçu, também ruiu.

16 crianças, do ensino fundamental menor estudam no local sem todas as paredes e com um único quadro de giz pendurado. Contei 15 carteiras apenas, boa parte delas está inutilizada (sem braços para escrever ou com encosto já danificado).

É deplorável a cena, é como se eles estivessem excluídos dos mais de 45 milhões de reais que chegaram aos cofres da Prefeitura de Codó só este ano para investimentos na educação ou, pior que isso, é como se  em 117 anos de história nunca um prefeito macho e sério o suficiente tivesse, ao menos, sabido da existência daqueles  cidadãos uma vez quem em tempo algum uma escola foi construída em São Francisco.

O que esses administradores fizeram com tanto dinheiro até hoje? Só eles sabem.

O Tribunal de Contas do Estado ou o da União aqui, acolá descobre algo relacionado e os desmoraliza, O Ministério Público vez por outra dá uma dentro e também acha alguma coisa.

Mas tudo, tudo é  muito pouco diante da desgraça causada na vida de centenas de cidadãos codoenses que nascem, crescem e morrem sem uma gota de educação que preste.

Vou parar este texto por aqui porque a medida em que continuo vou perdendo o controle da minha raiva desse bando de administradores  irresponsáveis.

7 comentários sobre “CODÓ – Situação de crianças e escola de São Francisco é de envergonhar o Brasil inteiro”

  1. Um dia ainda teremos uma Promotoria de Justiça igual as de Caxias e Timbiras, para hajam propostas de Ações de improbidade, e não fique apenas em situações subjetivas, acordos de condutadas, reuniões, promessas, como se o crime já não estivesse sido cometido.
    Não adianta se não houver a proposta de ação de improbidade com multas e penas, pois a prática do crime e a irregularidade já estão comprovadas pelas próprias até pelas autoridades.
    Esse caso é igual ao caso pau de arara, que não tem processo na Justiça.

  2. ACÉLIO POR FAVOR FAZ UMA VISITA NA ESCOLA DA LOCALIDADE MANGABEIRA, ESSA DE SAO FRANCISCO PELO MENOS É COBERTA COM TELHAS, A DO POVOADO MANGABEIRA, É COBERTA DE PALHAS, A SITUAÇAO LA, É MUITO PIOR Q ESTA Q VC MOSTROU.

  3. O discurso dos governistas já chateou. Diante de qualquer reportagem que mostre problemas em Codó eles dizem: “por que não mostra o que o governo faz de bom?” Ora, o governo faz de bom ele próprio mostra à exaustão na TV pública, sabe lá a que custo!

  4. Procurei no vernaculo brasileiro uma expressão que deixe mais visivel possivel a minha indignação, por isso resolvi transforma-la em notas:

    Acélio 10 pra você
    Ministério Público 0,0
    Conselhos 0,1
    todos os gestores. sem nota. os grandes matematicos não foram capazes de inventar em uma escala decrescente uma um número que represente este tão grande descaso.

Deixe uma resposta