Comissão de vereadores vai investigar denúncias de irregularidades no residencial da Trizidela

Segundo informou o vereador, Leonel Filho, na última sessão da Câmara, uma comissão de parlamentares municipais deve ir ao canteiro de obras do segundo lote de 1.000 casas do programa Minha Casa Minha Vida, na Trizidela.

DENÚNCIAS

A intenção dos vereadores é acabar com os boatos que veem dando conta de que a obra está sendo mal executada. Já chegou à imprensa até a informação de que algumas casas estão sendo erguidas sem o famoso ‘baldame’ térreo ou alicerce de concreto sobre o qual é erguido as paredes, o que, caso sendo verdade, compromete significativamente a qualidade da construção que pode rachar no futuro.

EXEMPLO RUIM

Caso deste tipo já foi registrado em 52 casas do povoado Corujão, a 10 kms da sede do município, uma área de assentamento do INCRA que até hoje enfrenta o problema. Duas casas já desabaram e muitas estão abandonadas porque os moradores foram embora com medo de morrerem soterrados.

Nesta quarta-feira os vereadores vão ver de perto se as denúncias procedem quanto ao residencial da Trizidela. O próprio Leonel Filho, líder do governo na Câmara, adiantou que esteve no local, antecipadamente.

Lá teriam lhe mostrado material e construção da mais alta qualidade, confirmando sua ideia de que tudo corria bem. O vereador também convidou a imprensa para participar da visita da Comissão.

É bom acompanharmos.

Deixe uma resposta