Compartilhe Aprendendo – Banco do Brasil em Codó

Banco do Brasil instalou a sua agência na Cidade de Codó no ano de 1943. A cidade com apenas 47 anos de sua emancipação política, mas o comércio, a indústria e outras atividades econômicas apresentaram índices satisfatórios à instalação dessa Casa de Crédito, como de fato ocorreu.

Porofessor e escritor Carlos Gomes
Professor e escritor Carlos Gomes

Antes, no entanto, a cobrança de duplicatas e outros títulos bancários, na praça de Codó, era feita através do Correspondente do Banco, Gerude & Cia., empresa bem sucedida, que prestou este importante serviço até a instalação do Banco em Codó.

Transcrevemos a seguir, uma importante informação sobre este assunto, do professor Benedito Walter de Castro Santos, de saudosa memória.

“Em 1943 foi inaugurada a agencia do Banco do Brasil S/A. Seu primeiro gerente foi Vicente Orlando Marinho, que aqui chegou no início daquele ano com a missão de alugar um prédio para o 1º banco a instalar-se em Codó. O prédio alugado era à rua Afonso Pena de propriedade do empresário Miguel Zaidan, que o comprara de Alcebíades d´Aguiar Silva – o Majorzinho – , especialmente para esse fim. O Banco permaneceu à rua Afonso Pena até adquirir por compra o terreno e construir nele sua agência à Praça Ferreira Bayma onde até hoje se encontra”.

“Nossos bosques tem mais vida”

“Nossa vida” no teu seio “mais amores”

Estas frases entre aspas, constantes no Hino Nacional Brasileiro, são do poeta maranhense Gonçalves Dias, as quais foram colhidas de sua poesia Canção do Exílio.

Por Carlos Gomes – professor e escritor

23.02.2015

7 comentários sobre “Compartilhe Aprendendo – Banco do Brasil em Codó”

  1. Todos os bancos tem um sistema para proteger o cliente, mas caramba queria saber qual foi o corno (banco do brasil )que inventou aquela merda de colocar o dedo que nunca funciona. Isso faz aumentar o tempo que VC fica no banco. Tentando sacar, tirar extrato de saldo, depósitos. Cadê o sr Murilo que não comenta mais, olha ai um assunto que ele conhece….bancos

Deixe um comentário