Continua impasse entre catadores de pedra e Prefeitura de Codó

Nova Jerusalém

Continua o impasse entre os 35 catadores de pedra do morro da televisão, a Prefeitura de Codó e o Ministério Público Estadual.

Na reunião encerrada a pouco no prédio das promotorias de Justiça, a Secretaria de Meio Ambiente apresentou o morro do São Raimundo, inclusive com estudo técnico de viabilidade de exploração. Os catadores acataram a sugestão sustentando que não dá para sobreviver do Nova Jerusalém, onde estão agora.

Mas não ficou apenas nisso, os trabalhadores pediram para trabalhar em um local perto do lixão, no Codó Novo. Na opinião deles, é mais próximo da moradia de cada um. Atualmente a distância afasta uma possibilidade de entendimento definitivo quanto ao morro do bairro São Raimundo.

A Secretaria do Meio Ambiente ficou de verificar as condições do lugar sugerido pelos trabalhadores na próxima quinta-feira, 31.

Se for terreno particular, os catadores querem que o governo veja a possibilidade de desapropriação ou indenização para que eles possam desenvolver suas atividades.

Enquanto isso, os catadores irão para o São Raimundo.

Deixe um comentário