CRISE DE SOLIDARIEDADE: Faltam doadores de sangue no Hemonúcleo de Codó

O estudante João Paulo Silva e Silva  doou sangue pela primeira vez. Foi ao hemonúcleo, por trás do CAM,  espontaneamente, livre a pressão de ter alguém hospitalizado precisando urgentemente. A motivação dele foi outra.

 “Porque uma hora podem estar precisando aí vão pedir ajuda…ENTÃO É MELHOR DESENVOLVER ESTE HÁBITO? Com certeza”, respondeu

VOLUNTÁRIOS SUMIRAM

Doadores como João Paulo estão cada vez mais difíceis  no hemonúcleo de Codó  e a falta deles é sentida por hospitais de 5 cidades aqui da região – Codó, que é a sede, Timbiras, Coroatá,       Peritoró e Alto Alegre do Maranhão.O número de doadores é cada vez menor, por isso a sala de espera passa mais tempo com cadeiras vazias.

Relata a médica, Dra. Nadig Corrêa,  que o ideal mínimo seria de 150 bolsas por mês, mas o máximo que o hemonúcleo consegue é 120 e no mês passado só chegou a 77 doações. Números baixos dentro de uma  necessidade que não para de crescer.

HOSPITAIS SOFREM

Valéria Cardoso, responsável pela agência transfusional,  veio do Hospital Geral de Peritoró em busca do que não conseguiu em quantidade suficiente na cidade de Pedreiras, mas de Codó só pôde levar 12 bolsas. Revelou que também por lá doadores voluntários estão em extinção.

“Porque é um caso de extrema necessidade. uma cirurgia ortopédica o paciente acaba precisando de duas bolsas de sangue, se ele não tiver essa reserva no hospital? Não tem como ele fazer esse procedimento, entendeu? Aí é o que muita gente que é leiga com relação ao assunto acaba que não fazendo as doações”, disse

APELO POR SOLIDARIEDADE

Diante desta situação, Dentro de Codó, principalmente,  é cada vez maior o apelo na mídia por doadores de sangue. Foi o que fez a médica Nadig Corrêa.

“Que venha ao nosso hemonúcleo de Codó, faça sua doação independente do tipo de sangue porque nós estamos precisando, demais, com urgência, para que a gente possa salvar vidas, que essas pessoas tão precisando, porque quando chega na época que eles ficam no hospital procurando, e não encontram, então a gente já tendo aqui no nosso estoque seria bem melhor pra essas pessoas que precisam”, concluiu

3 comentários sobre “CRISE DE SOLIDARIEDADE: Faltam doadores de sangue no Hemonúcleo de Codó”

  1. Meu cumpade, você como “formador de opinião”, poderia aqui no blog, fazer uma “campanha” para incentivar a doação de sangue. Estamos juntos!

Deixe um comentário