Definido:lavradores acampam em frente à Prefeitura após cortar bolo da ponte

2 anos sem ponte

Os lavradores da região afetada pelo problema entraram na cidade em ritmo de protesto. Discursos, faixas e até foguetes chamavam a atenção da sociedade e das autoridades pedindo providências urgentes quanto à ponte, sobre o rio Codozinho.

Ela é o principal motivo do protesto dos lavradores. A ponte que existia foi levada pela correnteza em maio de 2009. No próximo mês já serão dois anos sem a reconstrução. Centenas de famílias de agricultores que moram do outro lado estão prejudicadas.

O período mais intenso de escoamento da produção está chegando e todos estão preocupados.

Não dá, de bicicleta sabe como é e aí se não tiver um carro pra trazer um feijão, um arroz, uma farinha…CARRO NÃO PODE PASSAR? Não pode passar”, reclamou o lavrador José de Ribamar dos Santos, morador da Cordiléia

A produção de farinha da região está ameaçada, segundo Nilton César Pereira.

Ponte do Codozinho

“N

ós precisamos o mais rápido possível dessa ponte, para que nós possamos escoar nossa produção porque se nós fizermos farinha, não pode nem guardar por que pode apodrecer”, disse

Na frente da Prefeitura, os lavradores cantaram, há pouco, parabéns e depois cortaram um bolo em protesto aos dois anos sem ponte.

“O bolo é uma forma simbólica de criticar os dois anos sem ponte, exatamente no mês de abril faz dois anos sem ela”, justificou Rafael Silva, da rede de Defesa dos Direitos da Cidadania, a frente do movimento

DEFESA DO GOVERNO

O secretário de infraestrutura do município informou que a construtora já está com ordem de serviço na mão para executar o projeto orçado em R$ 1.840.000,00, mas por causa da cheia do rio, a empresa pediu uma prorrogação de prazo para começar a trabalhar.

Ela fez uma justificativa plausível a respeito da questão da elevação das águas, foi analisado pelo jurídico e foi dado essa ordem de paralização de 30 dias para dar um novo reinício”, afirmou Márcio Esmero

Os manifestantes resolveram aguardar o prefeito Zito Rolim, para ouvir dele a justificativa da não construção da ponte. Enquanto não forem ouvidos por ele permanecerão em frente à Prefeitura.

4 comentários sobre “Definido:lavradores acampam em frente à Prefeitura após cortar bolo da ponte”

  1. A justificativa dada secretário de infra-estruturar do município, não convence ninguém, pois há dois anos essa ponte caiu, ou seja, estão querendo dizer que há dois anos estamos no inverno.

    Lembro-me da campanha de Roseana Sarney, a mesma veio aqui para verificar de perto a situação, juntamente com o prefeito, na verdade aquilo era só campanha envolvendo muita mentira, quantos motoqueiros já caíram ali? Dezenas. Nunca houve na historia de Codó um governo de tanto protesto e sofrimento. E olha que hoje não é primeiro de abril.

  2. O PREFEITO FICAR DE FRENTE COM O POVO. ISTO NEM UM PREFEITO ANTERIOR A ESTE FEZ, TODOS SAIAM DA CIDADE. MAS NÃO FICAVA PARA OUVIR AS REEDIFICAÇÕES DOS MESMOS.OUVI UMA GRAVAÇÃO QUE UM SUPOSTO PROFESSOR QUE PEDIA SUBORNO,SE ELE FOSSE ATENDIDO, ELE NÃO TRAZIA O POVO DA ZONA RURAL PRA CIDADE.OUVI DE UMA LIDER DO MOVIMENTO DIZER EM UM MICROFONE QUE ELA OUVIU DIZER QUE O PREFEITO NÃO GOSTAVA DE GENTE DO INTERIOR. ESTE OUVI DIZER NÃO SE SABE QUE É VERDADE OU MENTIRA. TEM QUE TER CERTEZA. SINDICATO DE PROFESSORES PEDINDO PONTE! E VI GENTE DO EX PREFEITO FALA GROSSA FILMANDO DE CELULAR. GENTE EU VI. AGORA O BOM MESMO É QUE O POVO DO INTERIOR FIZESSE UMA COMISSÃO E FALASSE COM O GESTOR. E NÃO FICASSE OUVINDO UMA MEIA DÚZIA DE PESSOAS QUE QUEREM FAZE POLÍTICA NAS COSTAS DESTES POBRES TRABALHADORES QUE PEDEM SÓ UMA PONTE PARA A EX COAÇÃO DE SUAS PRODUÇÕES.

  3. EU VI, SE você VER BEM NÃO SEI MAS ESCREVER VOCÊ NÃO SABE. Leia o que você escreveu e constate, se capaz for, quantos erros de português, lembre-se que muitos vão ler sua ignorância..
    Agora uma coisa é certa, se identifique assim mesmo, sem nome e sobrenome pois faria vergonha que as pessoas soubessem quem é você.. afff, vai pegue um dicionário e consulte o “pai”…

  4. Seria mais simples para o prefeito fazer a ponte do quê mostrar esta arapongagem,chantagem emocional,falta de desculpa para o povo.
    Com este ato vergonhoso ele se igualou à Biné Figueiredo,Antonio Joaquim,Ricardo Archer.
    Nivelou-se por baixo,tentando desqualificar um movimento passivo que exige apenas que ele realize uma obra para qual foi eleito e prometido.
    Codó nos seus 115 anos esta mergulhado num mar de corrupção, incompetência,neste governo que foi um erro desde o início.
    Parabens Codó pela data,triste Codó pelos seus gestores ,pobre dos seus moradores que ficam à mercê dos Zitos,Binés e Ricardo.
    Vamos fazer destas data um novo tempo,ressurgindo das cinzas da corrupção para um novo futuro que os Codoenses merecem.
    Vamos mudar pra valer, vamos pensar mais em nós e menos nos políticos.Vamos eleger alguém do povo, que concretize a esperança há muito tempo prometido.

Deixe um comentário