Eliel Lima se manifesta sobre transferência de membros da Associação dos Cegos para a Pestalozzi de Codó

 

Existe uma polêmica no ar atualmente envolvendo os beneficiários da chamada Associação dos Cegos de Codó, que funcionou durante décadas no bairro São Benedito. Hoje está fechada pelo que tenho ouvido na rádio Eldorado AM por meio de telefonemas de seus ex-frequentadores.

Quem telefona diz que é contra o fechamento e também é contra a transferência dos associados para o prédio da Associação Pestalozzi.

Diante da polêmica, nós ouvimos o presidente da Pestalozzi, Eliel Lima. Disse estar por dentro da discussão, mas que a considera desnecessária porque o intuito da transferência é o melhor possível. Eliel diz que vai ajudá-los aprender Braile, alfabetização para cegos, e também fortalecê-los em termos de conhecimento para que defendam mais ainda a associação dos cegos.

“Não é nada disso, nós queremos trazê-los pra Pestalozzi pra dar mais cidadania, mais direitos, ensinar eles a língua deles aqui na Pestalozzi (Braile), fazer a inclusão deles de um modo geral, melhorar a inclusão deles porque tava sendo feita lá (na Associação) mas nós queremos melhorar, dar mais visibilidade a este trabalho com eles, tá? e nós não queremos fechar a associação deles, pelo contrário nós queremos fortalecer”, disse

“Nós haveremos de fazer um trabalho junto a diretoria daquela instituição para que ela seja também uma entidade forte como a Pestalozzi, como a ASPEDEC pra juntos nós continuarmos lutando pelos deficientes de modo geral aqui da sociedade de Codó”, concluiu

Deixe um comentário