Empresários de Codó caem no golpe dos boletos por falta de atenção na hora de pagar

Num Brasil de muitos impostos, boletos chegam à toda hora nas empresas e muitos são pagos, disse ao blogdoacelio o empresário, Junior Alencar,  que já foi vítima da falta de atenção pelo menos duas vezes, sem que a dívida exista.

“Pagando, o dia-a-dia, aquela correria a gente paga mesmo, vai olhar só no final do dia mesmo…QUANDO VAI OLHAR…quando vai olhar tem aquele saldo negativo lá, que a gente paga”, revelou

Muitos, alertou o administrador de escritório de contabilidade, Rondiery Soares, são confeccionados por hackers que descobrem dados importantes do empresário na internet e acabam forjando contas geralmente de pequeno valor. Por isso, é necessário muita atenção.

VENDENDO PÃO E PAGANDO ECAD

Para se ter uma noção do tamanho desta necessidade, de acordo com Associação Comercial aqui em Codó já houve casos de empresários do ramo de panificação pagarem boletos ao ECAD – isso mesmo, ao Escritório Nacional de Arrecadação de Direitos Autorais (músicas, livros, DVDs) – e, só depois, se darem conta do erro.

Andrey Nogueira – pres. Associação Comercial/Codó “Com certeza,  já chegou no comercio, estabelecimento aqui da cidade de Codó cobrando ECAD de uma televisão, tem gente que não sabe que é então vamos perguntar na associação que a associação vai ao advogado saber o que é direito, o que é dever da gente”, afirmou o presidente da ACIAC, Andrey Nogueira

BOLETO SEM JUSTIFICATIVA

Prestando mais atenção, logo o empresário descobre que nesses boletos não há qualquer justificativa do débito.

“Não, não tem nenhum explicação, chega no endereço do empresário, não diz por que ele tem que pagar, qual vai ser a benfeitoria que ele vai ter, então, simplesmente, não dá pra entender porque chega ao cliente esse boleto”, alertou Rondiery

Contadores e o presidente da Associação Comercial estão alertando os empresários para que este tipo de problema diminua na cidade.

“Vamos ter a  consciência de perguntar, de analisar, ligar na Associação Comercial e CDL da sua cidade, do seu município pra saber a origem daquilo que está chegando até você”, pediu Andrey

Rondiery Soares , completou – “O que a gente recomenda é que o empresário não pague porque se você pagar eles vão lhe mandar mais boletos (…) e nesse caso é um dinheiro perdido porque você não recupera (…) aí no caso você tem que procurar um advogado ou a promotoria para tentar resolver este problema”

Junior Alencar  aprendeu com os prejuízos, se disse que  agora um pouco mais atento.

“Quando chega a mercadoria a gente olha a nota, ver os boletos confronta, se tiver passando um a gente liga para a empresa – olha passou um boleto, ou faltou, pra não acontecer  mais, a gente já pagou várias vezes isso aí”

4 comentários sobre “Empresários de Codó caem no golpe dos boletos por falta de atenção na hora de pagar”

  1. Isso é o que se chama de FALTA DE ORGANIZAÇÃO! Como essa empresa paga um débito sem saber do que se trata? Ensinando o óbvio: mantenham numa pasta SANFONADA todas as duplicatas, promissórias, boletos com suas respectivas datas de vencimento assim como o nome de cada CREDOR. Creiam. os senhores irão economizar algum. Falei.

  2. Sereno Sério, não adianta usar a pasta. Quer um exemplo? O povo usou a
    tal pasta e o Z SANFONOU todos os codoenses,tudo antes do vencimento,
    sem aviso e com muitos protestos.

  3. sei qui e isso.mais pode acontecer com qualquer pessoa com bastante servico na mao.E ai os malas desolculpado q nao tem o qui fazer se amunta,pra ganha uma verba facil.oh malas sem futuro affs… Vam trabalhar desolculpados.

Deixe um comentário