ENEM – Professor chama de ‘desumano e imoral’ tratamento dado aos adventistas

Régis Cisnande
Régis Cisnande

Fico triste quando paro pra pensar na forma que os Adventistas do Sétimo dia são tratados no dia de sábado, da prova do ENEM. Nossos jovens que acreditam que o sábado é o dia do Senhor, e deve ser guardado não se envolvendo com coisas seculares, sonham em ter uma profissão, para poderem ter uma vida melhor e ajudar no desenvolvimento do nosso país.

Na minha opinião, são tratados de forma desigual neste dia tão especial para eles. Pois os mesmos entraram as 12 horas (meio dia)  nas Escolas desse Brasil a fora (aqui em Codó na escola Senador Archer) e passam 6 longas horas esperando trancados dentro de uma sala de aula, que apesar do esforço dos diretores da escola em servi-los bem de acordo com as regras impostas pela organização, as vezes não tem nenhum conforto para passar tanto tempo esperando,  para poderem fazer uma prova que para os sabatistas (guardadores do sábado) só terminará as 22:30 horas.

Isso é INJUSTIÇA, isso é desumano e imoral, pois os nossos filhos entram cansados, fadigados para fazer uma prova e concorrer com outros que fizeram na parte da tarde sem nenhum problema de cansaço físico e emocional.

A solução seria fazer essa prova em um dia que não ferisse a crença dos cidadãos brasileiros, num país que prega o respeito às religiões.
Faço esse protesto por entender que em nosso país democrático, o princípio reinante deveria ser o de igualdade entre os cidadãos.

E quando se fala em igualdade, devemos lembrar que todos os cidadãos tem o direito de serem tratados de forma igualitária. O que não acontece com aqueles que tem convicção de que o dia de sábado é um dia santo do Senhor.

Onde estão nossas autoridades que não veem isso? Que não percebem que isso é uma injustiça? No mundo de hoje fala-se muito no fim do preconceito, da intolerância, do respeito à diversidade de sexo, religião… O Brasil é um país laico, logo não existe uma religião oficial. Todos os credos devem ser respeitados.

 Mas o que acontece com os guardadores do Sábado no dia da prova do ENEM, é que são tratados de forma desumana, preconceituosa, desigual e excludente. É preciso que façamos alguma coisa, nem que seja protestar e jamais ficar calado vendo uma minoria de brasileiro sendo massacrado num país que se diz democrático.

Vale lembrar que os serviços públicos são custeados com dinheiro que todos os brasileiros pagam de seus impostos. Deveríamos ser mais respeitados por isso e pelo simples fato que somos brasileiros.

Por Régis Cisnande

44 comentários sobre “ENEM – Professor chama de ‘desumano e imoral’ tratamento dado aos adventistas”

  1. Daqui a pouco vão querer que todo mundo deixe de comer carne de porco também. Quem tem seus credos deve assumir as consequências. É assim desde 1789. Viva o Estado Laico!

  2. A obrigação de fazer a prova é imposta a todos e portanto dá privilégio a pessoas que professam dogmas religiosos, seria um desrespeito ao direito daqueles que não professam a mesma religião. Portanto, ninguem pode se valer de religião para ter benefícios em relação a outros que não seguem a mesma religião. todos são iguais perante a lei. Todas as religiões têm seus dias sagrados. para os católicos e protestantes(exceto os adventistas) é o domingo,para os mulçumanos é a sexta-feira, para os umbandista, a terça-feira é para ogum, a quarta-feira é para xangô e o sábado é para Iemanjá, e assim por diante. dessa forma, se for seguir dogmas religiosos, a prova do ENEM não poderá ser aplicada em dia nenhum, pois todo dia é dia sagrado para essa ou para aquela religião.

    1. Ricardo, aí não seria igualdade, pois os adventistas estariam sendo beneficiados em relação aos outros. há muitos católicos que seguem o domingo, mas nem por isso deixaram de ir fazer o ENEM, mesmo porque a igreja ensina que o principal fundamento da religião é a liberdade e não a escravidão. como Jesus mesmo falou: o sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado. (Mc. 2. 27-28)

      1. Não confundamos as coisas, quanto aos credos o Estado tem o dever de proteção aos cultos e crenças. Por isso, as leis já permitem aos adventistas realizarem a prova em horário diferenciado. O que se questiona é o prejuízo físico ao qual os concorrentes adventistas são submetidos. Não se trata de uma questão religiosa, campo para o qual muitos dirigem a problemática, mas de DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA. Não sou adventista, mas tenho que concordar que o tratamento é humilhante. A condição a qual são submetidos é vista por mim como uma contraprestação por ter uma fé. É um contrassenso com a real obrigação protetiva do Estado!

        Ficar esperando trinta minutos numa fila de banco é desumano e ninguém discorda, mas alguns acham natural passar seis horas esperando a realização de uma prova que vai durar mais quatro horas, totalizando dez horas.

        Isso é desigual ou não???

        Pensem bem, usem a razão.

  3. Eu sou um católico muito fervoroso e praticante, e guardo o domingo. Portanto,dois domingos não dá, Ricardo. É como o Sebastião falou. Não dá pra privilegiar religião A ou B. Viram como a confusão seria grande se o Estado não fosse laico?

  4. A única saída mesmo é cada um assumir as consequências de suas escolhas. Afinal, que sacrifício há em esperar algumas horas pra fazer uma prova perto do sacrifício de Jesus na cruz? Ou será que as pessoas só procuram nas religiões aquilo que os beneficia?

  5. MAIS ME FALA MESMO , OS ADVENTISTA TEM EMISSORAS DE RADIO E TELEVISAO , ME FALA QUEM TRABALHA NO SÁBADO QUE ESSAS EMISSORAS ESTAO NO AR ,SAO ADVENTISTA OU NAO ADVENTISTA?

    1. Nos dias de sábado os programas de rádio e TV são gravados ficando apenas uma pessoa responsável pelo sinal, e mesmo se não fossem, esse trabalho é evangelístico, com o intuito de levar pessoas a Cristo para a salvação delas, algo que a Bíblia mostra ser lícito fazer aos sábados.

  6. Pingback: Professor chama de ‘desumano e imoral’ tratamento dado aos adventistas | Adventismo em Foco

  7. tem que continuar sábado e domingo!! adventista quiser q aguente suas consequências, eu guardo meu domingo mais fui fazer a prova no sábado e no domingo !!!

  8. É difícil discutir assuntos dessa natureza com pessoas que tem pouco conhecimento sobre a Bíblia e falam “coisas ao vento”. Se para as outras religiões ou grupos religiosos não há problema em fazer uma prova ou outra atividade qualquer, parabéns, isso é credo, doutrina. Porém, se para outro grupo religioso é um problema fazer uma atividade em um dia de guarda (no caso o Sábado), deve-se respeitar essa fé e crença. Alguém pode aí me responder por que o governo brasileiro não realiza mais eleições aos Sábados? Eu respondo. Por que eles precisam do voto dos adventistas (que no Brasil somam mais de 1 milhão e 300 mil). Aí então, como era interesse deles, a mudança do dia de votação foi feito sem nenhum problema ou discussão maior. Isso só tem um nome mesmo: Intolerância religiosa. O estado (que é laico) só estaria privilegiando os adventistas fazendo as provas em outros dias (fora o Sábado), se para as outras religiões ou grupos religiosos fosse contrário aos seus dogmas e/ou doutrinas, que sabemos que não é, pois para a maioria, podem fazer qualquer atividade, independentemente do dia. Governo brasileiro: Vamos repensar sobre esse tema.

  9. O amigo que citou Marcos 2: 27 e 28 ( O sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado) para defender a tese de que se pode fazer qualquer atividade no Sábado precisa estudar um pouco mais a Bíblia, pois essa sua afirmação e sua teologia está totalmente fora do contexto. Precisa aprender mais sobre hermenêutica.

    1. MAIS QUEM SALVA O HOMEM E O SABADO OU CRISTO,O QUE FOI ORDENADO NA REUNIAO DE JERUSALEM COM OS APOSTOLOS SOBRE O CASO DOS GENTIO SE TINHA OU NAO DE GUARDAR AS LEIS DE MOISES .

    1. Esse tipo de comentário tá fora do nível do que tá sendo discutido aqui. Se não ter argumentos plausíveis amigo, melhor não entrar nessa discussão. Portanto, não julgue os outros pelos seus atos. Existem pessoas boas e ruins em todas as esferas da sociedade. O que se está discutindo aqui não é comportamento individual das pessoas e sim direitos constitucionais. Desculpa a forma franca de me expressar.

  10. Professor Regis Cisnande, estabelecer um dia especial para os adventistas seria contra os preceitos democráticos. Como o Sebastião bem informou Democracia tem a ver com a maioria, é impossível agradar a todos, se assim fosse não seria Democracia e sim Anarquia. O regime democrático implica que alguns tem de se submeter a maioria e não o contrário. A maioria ser prejudicada em favor de uma minoria é que é antidemocrático. Na verdade já é errado os adventistas terem o direito de fazer a prova depois dos demais pois isso compromete a lisura da prova do Enem.

  11. Eu entendo que não é a guarda de um dia em si, ou qualquer crença religiosa. Mas o direito de ir e vir de cidadãos brasileiros (1). O Sábado é sagrado não apenas para os Adventistas, mas para os Batista do Sétimo dia, para os Judeus ortodoxos, para os judeus messiânicos. Mas esqueçamos o dia em si, tomemos por outro lado, o direito de ir vir é nosso país é obrigação de ser cumprido principalmente pelas autoridade constituídas. No meu caso e exemplo sou daltônico ( deficiência genética em confundir as cores, principalmente verde, amarelo e vermelho) (2), o que tem isso? Simples, quando estou dirigindo tenho dificuldade em parar e sair diante de semáforos. A constituição federal me garante o direito de ir e vir, no entanto eu e os outros daltônico somos desrespeitados por nossa limitação (3), assim como um cadeirante não pode entrar em um banco, ou qualquer órgão público por não ter o direito dele respeitado, assim acontece com os daltônicos em nosso país ( já imaginou se a prova do ENEM tivesse quesitos para reconhecer cores?). Acontece que em países onde se realmente respeita o direito do cidadão, há semáforos com símbolos ao lado dos sinais coloridos que me dão o direito de ir vir como garante a lei, sem precisar das cores que você ( visão normal) precisa e não vai de forma alguma prejudicar quem não tem. Se essa adaptação fosse colocada no Brasil eu não estaria tirando o direito de ninguém eu estaria agregando mais direito as minorias. Não se trata a apenas de religião, ou deficiência (4) como a minha ou direitos homo afetivos, porque em primeiro lugar pertencemos a uma nação e somos todos iguais perante a lei, isso porque pago meus impostos, e trabalho para ao país crescer. Os Adventistas e outros sabatistas tem o direito de exigir a prova em outro dia e isso não vai prejudicar a liberdade de ir e vir de quem não se atenta a guarda de um dia especifico.

    Abraços

    1 – Art. 5, inc. XV da Constituição Federal de 88

    2 – http://www.abc.med.br/p/saude-dos-olhos/377485/daltonismo+definicao+causas+diagnostico+e+tratamento.htm

    3 – http://jus.com.br/artigos/2757/o-direito-assegurado-dos-daltonicos-a-obtencao-da-carteira-de-habilitacao

    4- limitação ou deficiência apenas no sentido de confundir as cores como verde, vermelho e amarelo, estudo tem demonstrado que daltônicos de um determinado tipo parece ser uma evolução da visão humana, pode podem ver melhor no escuro, distinção melhor de objetos em profundidade. Na segunda guerra mundial os daltônicos eram homens importantes em batalhas por identificar camuflagens do exercito inimigo. fonte: “Analysis of the camouflage effect in time of segregation in texturized regions using the Cox proportional hazard model” by Yoshio Nakano et al, 12/2012

  12. Eu guardo o domingo, pois eh dia de beber cerveja, quero fazer a prova na terça-feira, pois segunda ainda estou de ressaca. SE EU NÃO TENHO DIREITO NEM A SAUDE BASICA. DURMA COM UM BARRULHO DESSE.

  13. Todas as religiões não leva a Deus? Pq essa frescura desdes crentes querer tumultuar uma coisa que já vem sendo feito a anos. Todos sabem que é necessário fazer a prova para entrar na universidade se a religião não permite, sobra mais vagas.

  14. eita que aqui só tem cabra bom de biblia, o aposto paulo se fez sábio para os sábios e tolos para os tolos, então deixa de querer achar que é “O CARA” da biblia

  15. Bom, vamos raciocinar. os adventistas querem ter o direito de fazer qualquer coisa, imposta a todos sem distinção, mas querem que haja distinção exatamente com relação a eles. e como ficará as outras pessoas que guardam os outros dias? pois no mundo existe diversas crenças religiosas, nem que seja em não crer em nada (o que é utopia), mas há aqueles que professam que não creem em nada, que acreditam e que guardam algum dia da semana. Então o Estado mesmo sendo laico, deverá se preocupar em atender os desejos de cada segmento religioso. Assim, nenhum dia poderá ser utilizado pelo Estado para impor ações desse ou daquele grupo religioso. Sendo assim, não haverá mais eleição, não haverá mais ENEM, não haverá mais nenhuma ação do Estado, pois ao realizar qualquer atividade, o Estado estaria ofendendo a crença religiosa de determinado grupo. O que fazer então para resolver essa questão? Faço uma pergunta aos Adventistas e ao Prof. Hélio: Se seus filhos ficarem doentes num sábado, vocês não iriam à farmácia comprar remédio ou não os levariam ao hospital? ou se eles caíssem num buraco num sábado, por acaso, esperariam o domingo para retirá-lo? E outra coisa, prof. Hélio, a eleição é num domingo, não porque o Estado precisa dos votos dos adventista, mas por causa da logística, haja vista que em outros dias, muita gente trabalha e escolas, onde são realizados as votação, ainda estão funcionando. por isso as eleições acontecem num domingo, pois não atrapalha atividades escolares e laborais das pessoas.

    1. Sebastião…Se eu fosse um fariseu da época de Cristo certamente eu não compraria o remédio e nem o tiraria meu filho do buraco (estude mais um pouco sobre quem eram os fariseus), porém, hoje os cristãos sinceros que querem realmente guardar (mesmo com seus defeitos, pois somos salvos pela fé em Cristo e por Sua graça), entendem ( e isso é bem fácil de se entender), que socorrer alguém no Sábado por uma urgência e necessidade (remédio, dinheiro, favor,etc), não é um trabalho secular ou temporal que traz interesse financeiro para quem o faz, e sim, uma ação humanitária e espiritual para quem o pratica. Lembre-se que não foram os discípulos que acusaram Jesus de trabalhar no Sábado, e sim, os escribas e fariseus. Agora, me mostre uma só passagem na Bíblia que mostre Jesus indo trabalhar ou estudar assuntos temporais no Sábado!!! (A não ser que vc vá me dizer como mts por aí que Jesus saiu no Sábado para colher espigas. Aí já é mt falta de sinceridade e mt falta de hermenêutica bíblica (argumento fraquíssimo). Todas as ações de Jesus no Sábado foram em favor dos outros e nunca em Seu próprio favor e assim também o devemos fazer. Porém, cada um é livre para aceitar as verdades ou rejeitá-las. está em nossas mãos.

          1. O sábado foi instituído como monumento comemorativo de Seu poder de criar. Deve também ser como um oasis para a alma do homem, no qual possa encontrar repouso e refrigério mediante a comunhão com o seu Criador. A relação da criatura para com o Criador é a verdadeira base de todo culto. Visto como essa relação jamais se poderá mudar, através de toda a eternidade toda a criação adorará a Deus no Seu santo dia de sábado.

    1. É imoral qualquer pessoa dar calote..ñ só p pastores. Porém, a Bíblia fala dos falsos pastores, que com certeza deve ser esse aí k vc mencionou. Não generalize as coisas amigo. Cada coisa em seu lugar.

  16. Imoral eh certas pessoas evangélicas que posam de pessoas certinhas na sociedade e não pagam pelos bens que compram e serviços que contratam. Lembrando que recebemos pagamento nos dias permitidos pela Igreja.

    1. Cobre de quem lhe deve amigo. Não queira que todos os cristãos evangélicos paguem pelas pessoas com quem vc fez negócio. Certamente quem negociou com vc e não pagou só tem o nome de cristão, porém, é ovelha vestida de lobo. Tá cheio de gente assim por aí. Acorde, generalizar é arcaico.

  17. IMORAL E DESUMANO PORQUE?? ISSO É UMA PARTICULARIDADE EXCLUSIVA DOS ADVENTISTAS DOS OUTROS NÃO. O MUNDO E AS COISAS NÃO PODEM PARAR POR CAUSA DOS ADVENTISTAS. ISSO É MUITO PRETENCIOSO!!!!!!

      1. Dei uma lida tanto no texto, como nos comentários, e é uma situação muito ímpar a se lhe dar, pois na minha concepção é inviável a prova ocorrer no meio de semana, pois como bem sabemos, as grandes cidades tem problemas catastróficos em relação ao trânsito, o que acarretaria em um número gigantesco de abstenção, e prejudicando aqueles que iriam realizar a prova. Já a possibilidade de dois domingos, aumentaria a possibilidade de fraudes na execução das atividades, pois como bem sabemos, no nosso país os ditos “espertos” só esperam uma brecha para tirar proveito de tal. Devido a tais fatos é um dilema para aqueles que guardam o sábado, se submeter a tal situação como se encontra hoje, ou ficar sem a possibilidade de ingressar no ensino superior/técnico. Talvez uma possibilidade já cogitada anteriormente em fóruns de discussão, seria voltarmos a ter os vestibulares tradicionais em que cada instituição promovia o seu, mas o que diminuiria muito o número de vagas e aumentaria o número de concorrentes em vagas específicas.

  18. Eh terrível discutir com ignorantes. Sou fresco e outro dia quase fui executado por dizer que as minorias também têm direitos. Estávamos falando de políticas inclusivas para a comunidade LGBT.

    Os frescos de Codó são esquecidos. Os Adventistas e o sábado de Enem são fichinhas.

  19. Com relação ao ENEM, é mais fácil se discutir e chegar a uma conclusão que seja interessante para todos, nem que se pense em fazer a prova a noite, meio de semana, só no sábado, só no domingo, não importa.
    Notei que o fato principal pela discussão foi a religião. Não sou um leitor assíduo da bíblia, mas lembro-me bem de um trecho em que o diabo abria o deserto aos pés de Cristo para mostrar que muitos brigariam e matariam por Ele (no sentido figurado, claro, pois Deus prega o amor).
    Portanto, vai um conselho de quem sabe que religião pode motivar o ódio entre pessoas: usar o bom senso, colocar-se no lugar do outro, analisar criteriosamente cada situação e claro, não julgar ou apontar ninguém.

  20. Agradecemos humildemente a todos os amigos que participaram dessa discussão, isso mostra que estamos exercitando nosso direito de expressão, garantido pela Constituição brasileira, pois estamos em um país democrático onde o cidadão tem o direito de expressar-se, segundo os ditames de sua consciência. A participação de todos vocês deu mais publicidade ao assunto e até nos mostrou o cuidado que devemos ter na busca de soluções para o problema, de forma que a temática, mostrou-se válida diante de um problema que existe e incomoda um pequeno grupo de mais ou menos dois milhões de brasileiros sabatistas no Brasil entre Adventistas, Batistas do Sétimo dia, judeus e outros que guardam o sábado como dia do Senhor, como diz as escrituras sagradas. O nosso muito obrigado a todos e que Deus continue continui abençoando cada um de vocês com as ricas bênçãos dos céus. E EU CONTONUO PROTESTANDO…

  21. Olha a situacao e delicada eu sou adventista, pensem no assunto se coloquem nos nossos lugares , vcs sao catolicos pq ?

    creio q e pq seus pais ou familiares seguiram isso ou para seguir a maioria pq parece q a mqioria sempre esta certa

    Mas e se seus pais fossem adventistas o q vcs seguiriam ? Eles ou a maioria ?
    quem te fez te ensinou o q e certo te susrentou q teve de aturar suas rebeldias na adolescência ? Ou um amigo q vc conhece a um ano ou a maioria q vc simplimente nao conhece ?

    Religiao nao e motivo de brigas e discussões ?

    agora pense comigo , so pq é a maioria quer dizer q eles tem mais direitos e regalias ?

    Se as leis fossem por cidade imagine o q seria esse país ?
    seria um caos

    eu acho q nao e certo seguir a maioria nem a menoria mas tam nao ser egoísta
    apenas aceite q ha muitas religioes e talve esteja mais certas d q as suas e isso so saberemos na volta de jesus

    O problema nao e o local ou a situação o problema e as pessos q n sabem lidar com a vida porque JUSUS VENCEU NO DESERTO E ADAO PECOU NO PARAISO e eu apoio isso

    vamos dar um exmplo aki , a rocinha q todos aki devem conhecer se for seguir a maioria akela cidade ia desaparecer pq ou sao traficantes ou usuarios de drogas

  22. Seus catolicos
    Vcs pd fla nada , pq vcs adoram coco frito e fala q e um santo
    vcs sao politeistas fraudulentos
    adoram imagens geladas, feitas por mãos humanas, e com avaria.
    vcs adoram tanto imagens q esquecem quem e deus o verdadeiro e ele tem mae nao
    Agora vcs vem fla merda pa nois os adventista
    A gente ta falando nada das suas imagens com defeito
    vcs nem sabem quem e deus
    Vcs nem sabem qual e a sua religião
    E paga promeca nao vqi te salva nao
    “Ainda q eu desse meu corpo ao fogo, sem amor d nada valera”
    vai le a biblia seus adoradores d santos do candoblee
    dexo ak q apoio a mudanca no dia das prova
    e parem d adora pedra

  23. Queria dizer ao revolts” que não concordo com a forma como vc se dirigiu aos nossos irmãos católicos. Sou adventista do sétimo dia e é claro fico muito apreensiva com a situação de confinamento que passam os nossos jovens, mas não aceito que tratemos nossos irmãos de outras religiões com esse desrespeito com o qual vc se dirigiu a eles. Independentemente do que eles pensem sobre nossa fé eles merecem nosso respeito e a igreja adventista não compactua com sua opinião. Tenho uma filha que vai prestar o enem esse ano como sabatista, assim como dezenas de filhos de amigos meus e só nós sabemos o que eles passam, mas paciência é a regra do jogo. Estou conformada? Não. Deixo tb meu protesto. Poderíamos sim chegar a um consenso, mas está faltando vontade das autoridades. E não é somente sobre os sabatistas não, é sobre tudo. Todos merecem respeito: religiosos, LGBTs, negros, asiáticos, portadores de alguma deficiência, pobres (tente entrar num local onde só gente com roupa chique entra pra vc vê como os atendentes o recebem!) e tantos outros marginalizados por suas crenças e limitações. Autoridades, vamos rever isso.

Deixe uma resposta