FARMÁCIA BÁSICA – Reclamação continua contra centralização de medicamentos

Há mais de dois anos os medicamentos que eram entregues nos postos de saúde foram levados para uma única farmácia que fica no centro da cidade (farmácia popular). Depois de muita reclamação a Secretaria DEVOLVEU aos bairros os remédios para HIPERTENSÃO, DIABETES, TUBERCULOSE E HANSENÍASE.

No Codó Novo, eles existem a disposição das pessoas.

“Nós trabalhamos com a atenção básica que é a medicação do hipertenso, do diabético, do hanseniano, trabalhamos também com contraceptivos, temos todos os tipos, injetáveis e comprimidos, temos até a pílula do dia seguinte (…) a gente tem que ter essa medicação próxima da gente, eles veem e se tem aqui facilita pra eles, não tem reclamação” explicou a diretora Gracy Kelly Pereira de Sousa

PROBLEMA CONTINUA

Todo os demais continuam no centro da cidade debaixo de muita reclamação por causa da distância que isso representa para quem é consultado na periferia.

Valdivino Silva Santos, viaja 60 Kms do povoado onde mora ao posto, agora funcionando no bairro São Sebastião. Depois de consultar  terá que fazer uma longa caminhada para saber se o remédio que precisa está ou não disponível gratuitamente.

“No posto era melhor, até quando a gente vem na consulta, já termina, a gente recebia logo, aquele remédio, quando tivesse, se não tivesse que despachasse logo, rapaz não tem em lugar nenhum (…) QUER DIZER QUE AINDA TEM QUE IR LÁ NO CENTRO VERIFICAR? Lá no centro saber se tem ou se não tem, se não tiver”, reclamou o lavrador

PROMESSA DE MUDANÇAS

Nós conversamos com o novo secretário de saúde de Codó, Ricardo Torres a respeito. Ele prometeu dois novos pontos de distribuição de medicamentos.

“Inicialmente, no início do ano, nós teremos um primeiro ponto que é na parte alta da cidade, pra atender um contingente da população e ao longo do semestre, um segundo ponto em outro extremo da cidade pra gente ter uma abrangência nesse atendimento sempre sobre a supervisão da Farmácia Central”, disse Torres

ESCASSEZ DA FARMÁCIA BÁSICA

Também falou da escassez de remédios gratuitos na chamada Farmácia básica. Disse que realmente a demanda é maior que a disponibilidade nas prateleiras e que espera mais recursos dos Governo Federal para melhorar a oferta de medicamentos gratuitos à população.

“A gente espera que o governo traga novidades, nesse reinício de mandato da presidente para que  a gente tenha o financiamento da atenção básica melhor e junto com  atenção básica também esses medicamentos que compõem esse acervo da Farmácia Básica”, disse

Um comentário sobre “FARMÁCIA BÁSICA – Reclamação continua contra centralização de medicamentos”

  1. TEM que Descentralizar Este Atendimento da Farmácia Básica Municipal de Codó,Uma No Bairro São José (TRIZIDELA)Outra no Bairro Codó Novo,e a do Centro Continuar na Av.Primeiro de Maio para Atender Todos os Bairros Próximos do Centro da Cidade.Vamos Aguardar por uma Solução por parte do Secretario de Saúde Municipal.

Deixe uma resposta