Força Nacional está em Caxias

Cerca de 40 soldados do 25°Batalhão do Exercito do Piauí chegaram na tarde desta segunda-feira a cidade para reforçar a segurança no município. A medida foi adotada pelo Governo do Estado para garantir a segurança da população onde os Policiais Militares aderiram a greve da categoria decretada há uma semana.

Apesar de ser considerada ilegal os PM´s de Caxias estão aquartelados dentro do 2°Batalhão de Policia Militar, ou seja eles aderem a paralisação, mas continuam indo todos os dias para a sede do 2°BPM onde os trabalhos internos não pararam. O trabalho dos soldados do exercito designados para Caxias será o de fazer rondas pela cidade, atividade que não está acontecendo desde que os 80 policiais militares lotados na cidade decidiram aderir a paralisação.

O relações pública da associação da categoria, o policial De Lima, garantiu que a população pode ficar tranquila porque a paralisação não atingirá no atendimento de ocorrências graves que possam ser notificadas através do Copom. Em Caxias além de aderirem a paralisação os dois trailers que faziam ponto fixo em frente ao mercado central e no Bairro Antenor Viana também foram retirados desses pontos pela falta de policiais para garantir a preservação do patrimônio. Apesar de não fazerem mais ronda nem estarem nas ruas há mais de cinco dias em Caxias nenhuma ocorrência grave foi registrado. Apenas o furto de uma moto foi registrada no final de semana, mas logo foi encontrada pelo proprietário em outro ponto da cidade.

Soldados- Outra cidade que também recebeu o reforço do exercito foi a cidade de Timon. Por lá os PM´s já aderiram totalmente a paralisação. Além de soldados da Força Nacional a cidade também ganhou o reforço de viaturas que estão fazendo rondas na cidade. Sempre em grupos de três a quatro soldados, eles andam armados e foram distribuídos em pontos estratégicos da cidade em pontos como o Centro, Bairro Formosa, Avenida Piauí dentre outro locais.

Quem também aderiu a paralisação foram os poucos Policiais Militares que ainda ajudavam na segurança do presidio Jorge Vieira. A segurança externa do local é realizada agora pelos soldados da Força Nacional e na parte interna pelos agentes penitenciários.

Por Anele de Paula/blog Notas de Caxias

Deixe um comentário