Fale com Acélio

Ontem, 21, eu recebi um apelo dos funcionários do Hospital Geral Municipal que, às 10h da manhã, mais uma vez estavam no suspense de saber se os mantimentos para alimentação chegariam a tempo de cozinhar.  Depois que publicamos, às 10h40min, fomos informados que ontem chegaria mais uma pequena remessa.

Foi confirmado e os funcionários almoçaram por volta das 13h30min.

Mas não tem sido de hoje que os funcionários vem passando por essa situação. Ontem, 21, na Câmara o vereador Rodrigo Figueiredo também denunciou a situação.

“Somente na semana passada aconteceu duas vezes na hora do almoço – olha, hoje não tem alimentação – aí a pessoa tem que ligar para algum familiar, vereador Araújo, levar o alimento e se não tiver? Se a pessoa, no momento, não tiver condição financeira de comprar, vai ficar com fome?”, questionou o parlamentar


MEXIDO DE SARDINHA

A situação é tão calamitosa que comer arroz branco com galeto virou luxo. Durante a semana o que mais tem aparecido, segundo os próprios funcionários, é o mexido de sardinha.

Trata-se de um prato simples da culinária nordestina – é só arroz branco com sardinha dentro, mexido pra lá e pra cá.

Comeu, arrotou, volta pro plantão.

NINGUÉM AGUENTA MAIS A GESTÃO DE ZÉ FRANCISCO

3 comentários sobre “Galeto virou luxo no HGM, o prato principal, quando tem pra funcionários, é MEXIDO DE SARDINHA”

  1. Vereador Rodrigo, o povo não tem amnésia.
    O povo lembra muito bem que vc e seu pai Camilo abusavam da televisão para elogiar o trabalho do prefeito Zé Francisco no HGM.
    Hoje vocês falam do governo porque Zé Francisco livrou Codó do Camilo, pois era impossível o eleger deputado estadual; haja vista a votação pífia para federal.
    É como diz um colega seu de parlamento: o tempo do avô do Rodrigo já passou e só ele não acredita.

  2. Pela narrativa de orador incipiente de comício fraco, a postagem é pura politicagem de amador.
    Estão loucos porque os serviços de saúde melhoraram bastante.

  3. Quer dizer que, por alguma intercorrência no abastecimento alheia ao governo, não pode emergencialmente servir uma sardinha com ovos porque a oposição aburguesou preconceito ao peixinho enlatado?! Será que na cabeça embotada desse vereador a sardinha não pode ser servida porque simboliza alimento barato de pobre?? Se for, deixou exposto o preconceito contra a proteína do mar, que não tomou hormônio para engordar como o frango aí ironizado

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

JÉSSICA COUTINHO

IMPULSO CRED

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

 

 

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

 

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias