Governo do Estado libera R$ 266.274,55 para a associação da Vila Fomento em Codó

Secretário apresenta benefício
Secretário apresenta benefício

O governo do Estado do Maranhão, através do secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares, assinou no final do ano passado o termo de convênio no valor exato de R$ 266.274,55 em benefício da Associação dos Pequenos Produtores do Campo Agrícola de Fomento, no município de Codó.

Por determinação do governador Flávio Dino o recurso já esta disponível na conta da associação e será destinado ao desenvolvimento da piscicultura em tanques escavados e produção de alevinos.

Trinta e três famílias do povoado serão beneficiadas diretamente com a revitalização do laboratório de produção, que estava parado há oito anos. Além de consumir os peixes, os produtores podem também, comercializar o excedente, produzindo renda e qualidade de vida.

“A transformação da agricultura familiar no estado é uma realidade. O setor primário precisa de um olhar diferenciado e é isso que o governo do Estado, por meio da SAF, vem fazendo, transformando a realidade rural dos municípios maranhenses,” disse o secretário Adelmo Soares, reafirmando o compromisso e a determinação para construir e aplicar políticas públicas que irão alavancar o desenvolvimento da agricultura no Estado.

Para a presidente da Associação dos Pequenos Produtores do Campo Agrícola de Fomento, Maria de Jesus Pereira, a reativação do laboratório é uma vitória para as famílias do povoado que agora vão produzir seus próprios alimentos.

Para o vereador de Codó, que intermediou a parceria entre SAF e o povoado, Pedro Belo, é gratificante poder ajudar as famílias do povoado.

“Sabemos que o Governo é sensível. Para mim é uma satisfação ver o governo do estado disponibilizar para o município de Codó, especificamente para associação da Vila Fomento, quase R$ 300 mil para montar e reativar o laboratório de produção de alevinos e tanques. O recurso inclusive já esta na conta da associação e acredito que com essa iniciativa o Estado possibilita qualidade de vida para essas famílias carentes”, explicou Pedro Belo.

com informações da SAF

Deixe uma resposta