IFMA – Professor Cardoso assume diretoria e promete gestão de diálogo

Texto e fotos enviadas ao blog do acelio por Mariela Carvalho – jornalista do IFMA

Eleito em novembro do ano passado como diretor geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) – Campus Codó, o professor José Cardoso assumiu o cargo ontem (9).

Empossado pelo reitor do IFMA, José Ferreira Costa, o diretor enfatizou em seu discurso o compromisso com a instituição. “Iremos realizar uma gestão de diálogo, com foco no desenvolvimento do ensino, na valorização do servidor e na ampliação da infra-estrutura do Campus”, afirmou José Cardoso.

O reitor do instituto, por sua vez, lembrou que a posse representa a consolidação da democracia na administração dos institutos federais, visto que os diretores e o reitor são eleitos pelos votos de alunos, técnicos administrativos e professores. Ele falou também sobre o crescimento da instituição. “Desde que passou a ser instituto federal, o Campus Codó duplicou a quantidade de alunos, ampliou o quadro de servidores e a oferta de cursos”, avaliou José Costa.

Mesa formada

A cerimônia teve a presença da professora Alice Cadete, representando a pró-reitora de ensino, Marise Piedade, do professor Antonio Firmino, diretor do Campus São Raimundo das Mangabeiras, da professora Silvana Ribeiro, representando a diretora do Campus Monte Castelo, Regina Muniz, do secretário municipal de educação, Jacinto Pereira, do assessor de comunicação da prefeitura de Codó, Alberto Barros, do comandante da Polícia Militar de Codó, Major Xavier e do gerente da agência da Caixa Econômica de Codó, Carlos Borba.

O Diretor

Formado em Educação Física, com mestrado em Ciências da Educação, José Cardoso iniciou suas atividades como professor do Campus Codó em 1997, quando ainda era Escola Agrotécnica. Desde julho de 2009, ele ocupa o cargo de diretor geral pro tempore da instituição.

Convidados

José Cardoso irá dirigir o Campus Codó até 2012. A instituição desempenha papel estratégico no desenvolvimento educacional e econômico da região dos cocais. Atualmente, são oferecidos quatro cursos na modalidade de ensino médio integrado (agroindústria, agropecuária, meio ambiente e informática), dois na modalidade Proeja (Agroindústria e Técnico em manutenção de suporte em informática) e cinco cursos superiores (Ciências Agrárias, Química, Matemática, Agronomia e Tecnologia de alimentos).

Deixe um comentário