INFLAÇÃO – Depois do tomate cebola vira a vilã dos preços na feira livre de Codó

Na feira livre de Codó (Mercado Central), onde os mais humildes compram diariamente, o bicho da inflação continua mais solto que nos supermercados, mas algo começa a mudar.

Cebola à R$ 6,00 em Codó
Cebola à R$ 6,00 em Codó

Agora o vilão da cesta-básica não é mais o tomate, é a amiga inseparável dele – a cebola. O vermelhinho (tomate) custa desde a semana passada R$ 4,00 o quilo nas bancas, dois reais a menos que o comprado dias atrás (pico registrado na Semana Santa).

Os feirantes garantem que a tendência dele é baixar e voltar pra casa do três reais.

O que não ocorrerá com a cebola. Quando o tomate baixou ela subiu para R$ 6,00 o quilo e a tendência, pelo menos por enquanto, é só aumentar.

Ambos os produtos são comprados de outros estados, boa parte da cebola e do tomate que estamos, atualmente, consumidor vem de Pernambuco. Esta seria a razão do alto preço.

Deixe um comentário