Juiz diz que já decretou prisão e revela que pai monstro de Coroatá pode ter abusado de outra filha de 8 anos

O juiz de Direito, Francisco Soares Reis Junior, da Comarca de Coroatá, fez contato conosco para relatar que agiu de ofício, ou seja, tomou a decisão de mandar prender Antonio Lisboa Filho, de 28 anos, suspeito de engravidar a própria filha de 10 anos de idade, sem a necessidade de qualquer pedido externo, como o que viria do Ministério Público ou do delegado de Polícia.

O esclarecimento do juiz veio após a publicação de informações colhidas na delegacia da cidade. Lá uma escrivã teria dito que o pedido de prisão preventiva foi feito na quinta-feira, dia 19 de janeiro. Na segunda-feira (23) pela manhã, quando estivemos na cidade, segundo a informante, o pedido ainda não havia sido emitido pela Justiça.

JUIZ AGIU RÁPIDO

De acordo com as informações do juiz, ele recebeu o pedido para que a menor fosse para uma casa abrigo, já que até sua mãe a abandonou para ir embora com o pai suspeito, na terça-feira, dia 17 de janeiro e no dia seguinte ele já havia autorizado o ‘abrigamento’ e emitido o mandado de prisão preventiva contra Antonio Lisboa Filho.

Me chegou o pedido de abrigamento da menor na terça-feira (17), na quarta-feira (18) a menor foi autorizada a ficar lá onde o senhor a encontrou na Casa Abrigo, já foi por determinação judicial e no próprio abrigamento já tem a decisão de prisão preventiva do pai de ofício”, explicou

Por enquanto o mandado de prisão é apenas contra o pai da garota.

“Na verdade não mandei prender a mãe, mandei prender só o pai porque a mãe ela é conivente, mas eu não sei se ela ta com medo, ta ameaçada, aquela história da paixão (mostrada na reportagem da TV Mirante) isso aí pra mim é novidade, eu só mandei prender o pai”, justificou

ESTUPRO DE OUTRA FILHA

Uma informação chocante foi acrescentada pelo juiz de Coroatá. Segundo o magistrado, Antonio Lisboa Filho pode ter abusado sexualmente de uma outra filha de apenas 8 anos de idade, obviamente, irmã da que ele abandou grávida de 4 meses.

Há notícia, inclusive, de que ele vinha abusando de uma menor de 8 anos, é da irmã da que está grave. Há notícia, ainda não há confirmação, se foi estupro consumado ou foi apenas aquele aliciamento”, disse o juiz

Deixe uma resposta