Juiza esclarece real motivação para a soltura de motorista indiciado por tentativa de homicídio

A juiza, Stela Pereira Muniz, postou este comentário na reportagem anterior sobre o caso do motorista, Antonio Barbosa, solto esta semana. Por consideramos a importância de sua escrita, trouxemo-no para a página principal do blog para que todos tenham maior acesso.

Abaixo a íntegra do que escreveu a magistrada:

Stela Pereira Muniz

Gostaria de esclarecer que a motivação de soltar o referido sr. não foi por convicção de que ele poderia permanecer em liberdade, como dito pela defesa, mas pelo fato de não termos, até o momento, promotor substituto para atuar no lugar do titular que está de férias.

A audiência do referido acusado foi adiada por duas vezes pela ausência do Ministério Público, e desta forma, não há qualquer argumento que sustente a manutenção de uma prisão, pois é o MP o autor da ação e não foi o réu quem deu causa aos adiamento.

Esclareço também, que em todas as audiências marcadas para este mês, o MP está devidamente intimado. Com a indefinição de designação de promotor para a 2ª e 3ª promotorias, fato que perdura há quase 15 dias, acredito que outros réus presos com audiências remarcadas serão colocados em liberdade.

Há mais de 04 anos, as 3 promotorias de Codó não estão funcionando plenamente com seus titulares, pois sempre tem uma ou duas promotorias desfalcadas, necessitando de um substituto. Aliás, esse problema está ocorrendo em quase todo o Estado, e não é diferente na Região dos Cocais. Acho que daria uma boa matéria.

Juíza STELA PEREIRA MUNIZ BRAGA – Titular da 3ª Vara da Comarca de Codó.

Deixe uma resposta