Justiça concede liberdade à motorista do Samu indiciado por tentativa de homicídio

Motorista Antonio Barbosa

Já está em liberdade provisória o motorista do Samu de Codó, Antonio Barbosa Araújo, de 47 anos, que atirou contra Cilene Silva atingindo-a com três tiros no abdômem, no dia 16 de dezembro de 2011.

O motorista foi preso em flagrante por populares que presenciaram o crime e a mulher após cirurgias escapou da morte. Na delegacia contou ao delegado Rômulo Vasconcelos que mantinha um relacionamento amoroso com a vítima há 2 anos e 4 meses. Estava inconformado com o fim do caso.

Segundo explicou o advogado, Benedito Dualibe, aos repórteres César Santos, da rádio Eldorado AM, e Francisco Lemos, da TV Palmeira do Norte (áudio abaixo), a juíza, Stela Pereira Muniz Braga, concedeu a revogação da prisão preventiva imputando ao motorista algumas regras para que ele responda em liberdade.

Conceder liberdade nestes casos é, perfeitamente, possível quando o juiz entende que não estão mais presentes as razões para manter a pessoa presa, especificamente, quando o acusado ou indiciado não apresenta mais nenhum risco à ordem pública, ordem econômica, à instrução criminal ou à aplicação da lei penal.

Dr. Benedito também vai tentar desqualificar o crime no qual fora indiciado seu cliente. Na linguagem popular seria mudar o crime com o intuito de que ele receba pena mais branda.

Ouça abaixo a entrevista postada no site da Eldorado AM.

Deixe uma resposta