Fale com Acélio

Saiu ontem (21) a decisão da juíza eleitoral, Stela Pereira Muniz, em caráter liminar proibindo a circulação de Trios Elétricos e minitrios na cidade de Codó até que seja dada a sentença da ação por propaganda irregular impetrada pela Coligação CODÓ NO RUMO CERTO (de Zito Rolim e Guilherme Archer) contra a coligação UNIÃO POR CODÓ e Francisco Nagib.

A Codó no Rumo Certo alegou que no dia 13 de julho a União Por Codó fez circular pela cidade os minitrios FC e Oliver anunciando uma caminhada. Alegou ainda que, pela lei, os trios elétricos só podem ser usados em comícios, de 8h às 24h, não podendo circular com som ligado pelas ruas.

A juíza fez um comparativo entre o que vem a ser Trio Elétrico e um minitrio, conforme dicionários Aurélio e Houaiss, entendendo que ambos perturbam da mesma forma o sossego público.

O parágrafo 10, da lei 12.034/2009, acrescentado ao art. 39, da lei 9.504/97 (Lei das Eleições), visa proteger o sossego público, sem, contudo, impedir o livre exercício da sonorização móvel para a divulgação de campanha eleitoral, devendo, pois, a utilização ser moderada por veículos que não se enquadrem na definição de trio elétrico, o qual será permitido apenas para o local onde haverá o comício”, escreveu a juíza que seguiu analisando “os caminhões objeto de impugnação possuem aparelhagem potente e características que abrangem o que se entende por trio elétrico”.

SOBROU PRA TODOS

Os dois minitrios citados foram proibidos de circularem por 48 horas e também não poderão, depois de dois dias, fazerem propaganda eleitoral ‘até o julgamento do caso por este juízo’ como descreve a liminar. A coligação pode recorrer da decisão.

Por fim, a decisão, ainda não definitiva, além de ser específica para a Coligação União por Codó e para Francisco Nagib, também foi estendida, até que sai a sentença, para todas as coligações e candidatos na majoritária (prefeito e vice) e na proporcional (vereador).

“Oficie-se, de ordem, a todas as coligações majoritárias e proporcionais e aos partidos isolados para que se abstenham de colocar em circulação qualquer trioelétrico, minitrio ou qualquer caminhão de som que a estes se assemelhem, em face desta determinação, até que o presente caso seja julgado”, determinou Stela Pereira Muniz Braga

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

QUINCAS BORBA – VESTIBULARES

Medicina Integrada – Pedro Augusto

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

 

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias