Justiça treina mesários que atuarão na eleição de Codó

O treinamento da 69ª zona eleitoral já foi feito em 4 localidades da zona rural de Codó. Esta semana segue na cidade até alcançar todos os 560 mesários que atuarão nas eleições do município no dia 2 de outubro.

Servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão explicam sobre tudo, a partir da chegada dos convocados  à seção.

 “No dia da eleição ele chega às 7h da manhã, onde tiver supervisor de prédio ele procura o supervisor de prédio, onde não tiver ele procura o diretor da escola, verifica o material malote, urna e cabina. Verifica se o material corresponde realmente à sua seção, a partir daquele momento ele monta a sua seção e imprime a zerésima”, explicou Ranildo Duarte, chefe de cartório da 69ª, em entrevista à TV Mirante.

Dúvidas, das mais simples às questões mais complicadas, estão sendo tiradas. Por exemplo, o que fazer quando o eleitor chegar sem o título querendo votar. Quem falou sobre isso foi o técnico judiciário do TRE-MA, Raimundo Braga que também palestrou ontem, 8, no Salão do Júri, onde ocorre mais uma etapa do treinamento.

 “O eleitor vai portar o título eleitoral junto com documento oficial, emitido por órgão público. Agora ele pode levar somente o documento oficial e o mesário identificar e o mesário identificar o nome dele no caderno de votação….OU SEJA, NÃO DEIXARÁ DE VOTAR? Não deixará de votar”, respondeu

EXPERIÊNCIA

Muitos mesários trabalharão pela primeira vez, é o caso de Fábio da Silva Gomes que veio do povoado Limoeiro participar do treinamento. Estava empolgado.

“É um treinamento, claro, complicado, mas, de qualquer forma, a gente tá contribuindo com Justiça Eleitoral, com a gente mesmo e até com a nossa comunidade”

Também encontramos pessoas que nem foram convocadas PELA JUSTIÇA Eleitoral, mas se dispuseram, como a professora Valdiere Moreira da Silva Salazar, a participar do treinamento para, caso apareça uma chance, assuma como mesário.

“Outra pessoa pode também querer fazer a mesma coisa …INCENTIVAR? isso, porque as vezes só quer ficar porque vai pagar e não é isso, ou que tenha ou não eu to aqui, realmente, pra ajudar, pro que der e vier”, frisou com entusiasmo na parte da manhã.

O treinamento é por turma e segue até o dia 15 de setembro. De todos está sendo exigida a mesma atenção segundo o analista judiciário Hômulo Cheguevara Gandhi Costa Pereira.

 “A gente não vai estar em todos os lugares, não temos como estar em todos os lugares, então se eles prestam atenção no treinamento, fixam conhecimento e, realmente, sabem o que fazer evita-se mais um problema de ter que entrar em contato com o cartório eleitoral como, por exemplo, ligar uma urna”, justificou

Um comentário sobre “Justiça treina mesários que atuarão na eleição de Codó”

Deixe um comentário