Lançado edital para eleição nas 5 maiores escolas de Codó

Prof. Rafael

O blog do Acélio recebeu um comunicado do professor, Rafael Araújo da Silva, representante do Sindsserm na elaboração do edital de eleição para os cargos de gestor e vice-gestor das cinco maiores escolas de Codó.

Segundo consta, o edital foi publicado ontem, 23, e pode ser acessado no blogspot do educador no endereço www.lutasocialista.blogspot.com. O professor comemora o lançamento como sendo uma conquista de lutas iniciadas em 2009.

“Saiu hoje, quarta feira, o edital de eleição para os cargos de gestor e vice-gestor das cinco maiores escolas da rede municipal de ensino de Codó. A eleição para diretores de escola foi uma conquista dos profissionais do magistério, garantida através das grandes manifestações que aconteceram no ano de 2009 em reivindicação do Estatuto do Magistério”, disse

Rafael afirmou ainda que, na época, a luta era para que a eleição ocorresse em todas as escolas, mas o governo cedeu apenas para as cinco maiores.

“De todo modo, não deixamos de considerar que foi um avanço democrático, já que a partir de agora a escolha dos gestores será realizada por todos os segmentos da comunidade escolar (pais/mães, estudantes, professores e demais servidores da escola). O edital está disponível no site da prefeitura de Codó”, conclui

11 comentários sobre “Lançado edital para eleição nas 5 maiores escolas de Codó”

  1. Gostaria de saber o por quê da Escola Renato Archer não estar entre as cinco maiores? tendo em vista sua maior quantidade de alunos do que algumas que estão no quadro. Pelas informações fornecidas pela própria Secretaria de Educação de Codó, de acordo com o senso escolar, ela teria que estar enquadrada entre elas. Deste modo, percebe-se uma certa desatenção ou intenção não explicada pelos elaboradores deste edital.

    Esperando explicações.

    Cordialmente.

  2. Está explícito no ítem 1.2 do edital o critério de seleção das escolas participantes do processo seletivo e eleitoral,a saber: “Para a escolha das escolas do município que participarão deste processo adotou-se como
    referência o Censo Escolar Consolidado de 2010, publicado no Diário Oficial da União no dia 20/12/2010”. Portanto, a definição da cinco maiores escolas está fundamentada em critérios oficiais do próprio MEC.

  3. Está explícito no ítem 1.2 do edital o critério de seleção das escolas participantes do processo seletivo e eleitoral,a saber: “Para a escolha das escolas do município que participarão deste processo adotou-se como
    referência o Censo Escolar Consolidado de 2010, publicado no Diário Oficial da União no dia 20/12/2010”. Portanto, a definição da cinco maiores escolas está fundamentada em informações oficiais fornecidas pelo próprio Ministério da Educação.

  4. Esse prof.Rafael é muito MENTIROSO,A eleição estava prevista.Ela iria acontecer de qualquer forma.desde 2009 que ouço adiretora da minha escola dizer que iria ter eleição

  5. gostaria de saber qual o motivo a escola de cajazeiras não consta nesta lista de escolas a serem realizadas eleições para diretores, haja vista que em algumas das mesmas tem diretores que se quer têm formação universitària venham e confiram

    1. Hermeson, o Estatuto do Magistério estabeleceu a eleição para diretores apenas para as cinco maiores escolas da rede municipal. Mas quanto às demais escolas, a lei também estabeleceu alguns critérios, como por exemplo, ser servidor do quadro efetivo e ter nível superior em licenciatura. No dia 17 de fevereiro, a secretária de administração assinou um termo de compromisso o qual comprometeu o prefeito a exonerar todos os diretores de escola que não são do quadro efetivo. Se em Cajazeiras houver algum diretor nessa situação, denuncie ao Ministério Público, pois o promotor garantiu que caso o acordo não fosse cumprido ajuizaria ação contra o município.

  6. O Senso Escolar publicado pelo Diário oficial da União – sessão 1, edição 242, data de publicação e disponibilização em 20/12/2010, ao qual está disponível no site: http://www.in.gov.br e localizado no link: http://www.in.gov.br/imprensa/pesquisa/pesquisaresultado.jsp , tem informações sobre o Senso Escolar em números gerais, discriminados em: Educação Infantil( creche, pré-escola parcial/integral), Ensino Regular a)Ensino Regular (Anos Iniciais, Anos Finais parcial/integral)Médio (parcial/integral), e Eja – Eja presencial (Fundamental, parcial/integral) Médio ( parcial/integral) e caracterizados por Estadual Urbana, Estadual Rural, Municipal Urbana, Municipal Rural e Estadual e Municipal. Deste modo não contém, reafirmo, não contém o número especifico de cada escola, inclusive as citadas para sufrágio, portanto apesar de ser um documento oficial, não dá sustentação para o que você afirma pois torna-se evasivo e extremamente condicional às intenções ainda não explicadas. Por conseguinte, ainda nota-se falhas nos critérios informados pelos organizadores, no que diz respeito o Senso Escolar a ser analisado, pois seria o final e na realidade ter sido levado como critério o inicial/2010.

    Esperando explicações!

    Cordialmente.

  7. É isso mesmo Jean, no Diário Oficial da União os números estão, inclusive, detalhados por etapa e modalidade educacional. É só pegar uma calculadora e somar. Agora, se você acha que está correto, não adianta ficar grunhindo, lhe aconselho a procurar o Ministério Público. É assim que procederia qualquer cidadão esclarecido e consciente dos seus direitos. Os dados que você questiona, eu respondo em juízo e fora dele.

  8. Professor Rafael, parece que você está um pouco irritado com os questionamentos feitos, será que um bom CAMARADA não aceita levar críticas? aprendeste isto com quem? Stálin? rs.

    A sua explicação tenta ser esclarecedora e exata mas nela há falhas nefastas, usar uma calculadora e dividir o número geral para determinadas partes se torna impreciso e evasivo diante das condições intencionadas. Tenho certeza de que você como um bom CAMARADA entendeu minhas criticas e em momento algum em seu discurso você tornou-se um ser flexível, ou seja, NÃO demonstrou o que um sábio líder ou revolucionário demonstraria, uma retórica DEMOCRÁTICA e anti-corporativista, pois a este último é o que parece.

    E tomo a liberdade, democrática, para aconselhar-lhe a rever seus conceitos de Justiça, pois um promotor publico, a exemplo, só é acionado para defender os interesses da sociedade e Estado quando partes distintas não colaboram para devidos esclarecimentos e resoluções de problemas, deve-se haver em primeiro lugar o BOM SENSO.Um camarada de verdade não dificulta a participação de civis em interesses publicos, e sim os ajuda.

    E enquanto ao ultimo questionamento da minha ultima mensagem, você não a respondeu. Então agora repito: Por que o critério informado pela comissão organizadora de levar em consideração o Senso Escolar Matricula Final/2010 não foi honrado, e sim o inicial/2010?

    1. Meu caro Jean, você parece não saber discernir crítica de calúnia. A diferença é que a primeira é constituída de argumentos consistentes. A segunda, ao contrário, frequentemente camufla interesses vis, e por isso deve ser rebatida sempre de maneira dura, intransigente e inflexível. Mas passemos a considerar que seus questionamentos sejam uma crítica. Vou tentar ser ainda mais claro:
      1. “Por que o critério informado pela comissão organizadora de levar em consideração o Senso Escolar Matricula Final/2010 não foi honrado, e sim o inicial/2010?”
      R: A resposta é clara e objetiva: O Censo Escolar Final 2010 ainda não foi consolidado, ou seja, não existe, não foi concluído, pois além de o mesmo ser iniciado apenas ao final do ano letivo, ou seja, já em 2011, certos diretores/ou secretárias de educação atrasam o processo porque não enviam com tempo as informações ao MEC para que este conclua o censo. Ratifique essa informação no endereço http://www.cadastrodocentes.inep.gov.br/basica/censo/censo.asp. Portanto Jean, esse é o motivo de não adotarmos o Censo Escolar Final 2010, simplesmente porque ele não existe. Mas caso você o encontre por aí, apresente-o à Comissão que teremos a hombridade e a humildade de retificar o edital;

      2. “…usar uma calculadora e dividir o número geral para determinadas partes se torna impreciso e evasivo…”. Tudo bem, concordo que neste ponto você apresenta razão, por isso, caso você não queira consultar as informações por escola junto à própria Comissão Organizadora, no prédio do CME, lhe sugiro consultar as mesmas no site do inep http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam. Neste endereço os dados estão minuciosamente detalhados, e após consultá-lo você comprovará que no início do ano letivo 2010 a Escola Renato Archer possuía apenas 687 alunos, enquanto a Escola Remy Archer (a menor dentre as cinco selecionadas) possuía 786 alunos. O código da escola Remy Archer é 21231478 e o da escola Renato Archer é 21231451 (esses códigos são públicos). Caso tenha dificuldade no acesso eletrônico a esses dados, me informe seu email que os envio. Agora gostaria, que depois da consulta, você informasse neste blog o resultado encontrado.

      Caro Jean, quando o SINDSSERM aceitou participar da Comissão Organizadora do Processo Seletivo e Eleitoral foi com o propósito de garantir a lisura e a transparência do processo, apesar de que o mesmo deveria ser liso e transparente, independente da nossa participação na Comissão. No entanto, achamos melhor não arriscar.

      Não haveria motivo, e até mesmo seria uma atitude irracional, agir de ma fé na definição das escolas participantes do processo, pois esses dados são públicos e a Comissão Organizadora seria facilmente desmentida, e o pior, desmoralizada.

      Só podemos nos respaldar em dados oficiais, por isso não consideramos as informações sobre quantitativo de alunos fornecidos pelos diretores das escolas participantes do processo. Até porque já identificamos diretores que informaram à Comissão números inferiores de alunos àqueles informados à SEMED e ao MEC, justamente para que suas escolas não participassem do processo eleitoral. Estou defendendo, dentro da Comissão, que a mesma interponha junto a SEAD, processo administrativo para impedir que estes diretores participem do processo eleitoral, pois isto sim, trata-se de ma fé.

      Aguardo resposta.
      Saudações trotskystas.

  9. Engraçado essa sua visão sobre Crítica e calúnia, que nenhum jurisconsulto tem (sic), porque não publíca algo sobre tais paralelos? rs. De acordo com o dicionário da Lingua Portuguesa Priberam situado no site: http://www.priberam.pt/DLPO/Default.aspx, Calúnia significa 1. acusação falsa que fere a honra ou a reputação / 2. mentira, invenção, embuste. Enquanto Críticar é fazer comentários desfavoráveis a respeito de ( pessoas ou coisas)/ 2. dizer mal de 3. por defeitos em 4. exercer a critica. Uma considerável diferença não é?

    Em momento algum citei algo sem “argumentos consistentes” caro camarada, pois o que me dirigi a você foram apenas questionamentos ociosos de explicações pois tenho e qualquer outro civil tem, o direito de ter explicações dos representantes de órgãos da sociedade , quer estatais e não estatais que é o caso da instituição que você representa, o SINDSSERM.

    O intrigante é que nas suas últimas mensagens você não foi claro, talvez pensasse que me contentaria com qualquer coisa, isto demonstra que você é nervoso e impaciente quando questionado e pensa que todos que não fazem parte do rol de sua confiança, se é que existe, são inimigos e devem ser combatidos como os ‘infiéis’ (linguagem análoga à seitas muçulmanas). É o que parece!

    Se quiseres trabalhar em propósito do bem-estar-social deveria ser SIM, flexível, pois nos dias atuais, ditadores estão em desuso, olhe as notícias no oriente médio e perceberá que a DEMOCRACIA é um bem social e deve ser preservado.

    Enquanto aos dados mais precisos ( até que em fim)os números da Escola RENATO ARCHER e Escola Remy Archer estavam certos, sem precisar usar calculadora, mas está descrito na parte superior da pesquisa feita: “As informações disponíveis para consulta são referentes aos dados finais do Censo Escolar 2010, publicados no Diário Oficial da União no dia 20 de dezembro de 2010”. Pois bem, você disse que os dos dados do senso escolar final não estavam prontos. Faça-me a gentileza de explicar isto.

    E para demonstrar que não faço somente críticas apoio a questão da punição administrativa para diretores que se demonstraram desonestos aos passar dados incorretos À Secretária de Educação e demais órgãos responsáveis, só espero que esta analise seja imparcial e fiel aos seus devidos fins.

    Cordialmente.

Deixe um comentário