Lojistas dizem que o dinheiro sumiu do comércio de Codó

Jocélia esperando

Na opinião dos lojistas codoenses o dinheiro sumiu no mês de janeiro e com ele os consumidores. As lojas estão com baixa movimentação. No primeiro dia de serviço de Jocélia Sales Rocha, tudo que ela queria não aconteceu

“Pessoas procurando, promoções…É ruim porque na nossa parte também pra ganhar dinheiro fica ruim…NÃO TEM COMISSÃO? É, não tem”, disse a nova vendedora

SITUAÇÃO CRÍTICA

Há setores com situação ainda mais complicada, como o de móveis e eletrodomésticos. A maioria dos lojistas, com quem conversamos, acha que esta crise ainda vai durar longos meses.

José Licíndio Rocha revelou que enfrentou, em janeiro, uma queda nas vendas que beira os 50% em relação ao ano anterior. E para fevereiro a previsão também não é das melhores, pois o ramo dele é bem diferente daquele que aquece com a proximidade do carnaval.

“Fevereiro é o mês do pré-carnaval, então as pessoas vão guardar a economia para desfrutar o carnaval e eu creio que vai ser um mês também difícil, a previsão. Na minha visão, a melhoria seria de abril pra frente…SÓ DEPOIS DE ABRIL? Eu acredito que sim”, respondeu Licíndio

ESPERANÇA

No setor de calçados e confecções há uma esperança no ar. Iomar Santos fez compras, já preparou as promoções e vai esperar.

“Nós estamos esperando o período de carnaval, esperando a melhora no carnaval. É outro período, também, que é de época a gente espera que melhore…tô esperando, esperando uma melhora”, disse o empresário

SE PAGAREM!

Dona Rita Filomena de Jesus também vende roupas e calçados (área do mercado central), mas está preocupada com a circulação de dinheiro na cidade.

Ela destaca que aposentados, funcionários públicos e privados precisam receber regularmente para que tudo dê certo porque só o movimento dos turistas, aguardado para o período, não será suficiente para garantir uma recuperação do setor.

Essas pessoas que ganham mais pouco são quem ajuda a gente…se não tiver dinheiro na cidade nada feito, infelizmente…nem o carnaval vai aquecer porque só o pessoal que vem de fora não é o suficiente, Codó ta grande, é muito grande tem muita loja então pra isso precisa estar todas as contas em dia, todo mundo pagando direitinho para que o dinheiro corra na cidade”, justificou

4 comentários sobre “Lojistas dizem que o dinheiro sumiu do comércio de Codó”

  1. Primeiramente parabéns pelo site Acélio, notícias bem pontuais e com o toque de jornalismo investigativo.
    Agora vamos à matéria, como especialista da área, percebo que existem algumas falhas no comércio local que não é culpa direta dos comerciantes, mas que pode ser sanada se tiver a medida certa aplicada.
    Quero lembrar que o EMAIL DO CONSUMIDOR é uma ferramenta de ajuda aos direitos dos consumidores, mas que, por diversas vezes, já ajudou o outro lado da relação de consumo, os fornecedores (lojistas).
    As pessoas precisam entender que o mercado está evoluindo e práticas antigas podem dar lugar a inovações que trazem junto consigo melhorias no fluxo de vendas. Fica a sugestão.

  2. Que nada professor num ´ta é rolando grana na cidade mesmo. No governo do Zito Rolindo tudo vem se acabando, até o comercio não precisa estudar pra saber que a coisa da fea não, ta e sem dinheiro mesmo

Deixe um comentário