Ministério do Trabalho: Zito Rolim entra para a lista do autuados por exploração de trabalho escravo

Prefeito Zito

O Ministério do Trabalho divulgou no final da semana passada a lista com 48 novos nomes incluídos no Cadastro Nacional de Empregadores autuados por exploração de trabalho em condições análogas a de escravo.

De acordo com informações que constam no site do Repórter Brasil, dois dos novos incluídos são prefeitos: Vicente Pereira de Souza Neto, de Toledo, Minas Gerais, e José Rolim Filho, prefeito de Codó.

O caso do flagrante na fazenda do prefeito codoense ocorreu em janeiro do ano passado, quando a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão (SRTE/MA) encontrou 24 pessoas – incluindo um jovem de 17 anos – em condições análogas à escravidão na Fazenda São Raimundo/São José, de propriedade de Zito Rolim.

Do Maranhão foi incluído apenas um nome novo, justamente o do prefeito de Codó. Vinte um fazendeiros e empresários do Estado fazem parte da relação.

As principais causas da manutenção do nome no cadastro são a não quitação das multas, a reincidência na prática do ilícito e ações em trâmite no Poder Judiciário.

Lista completa dos maranhenses na lista Ministério do Trabalho:

  • Adailto Dantas de Cerqueira (Fazenda São Jorge – Zona Rural – Santa Luzia)
  • Alcides Reinaldo Gava (Fazendas Reunidas São Marcos e São Bento – Carutapera).
  • Alsis Ramos Sobrinho (Carvoaria do Alsis, Zona Rural – Açailândia)
  • Antônio Barbosa Passos (Fazenda Reluz –Bom Jesus das Selvas/MA).
  • Antônio das Graças Almeida Murta (Fazenda Lagoinha – Açailândia/Fazenda Lagoinha – Açailândia )
  • Antônio Fernandes Camilo Filho (Fazenda Lagoinha – Bom Jesus das Selvas).
  • Diego Moura Macedo (BR-316, Km 383, São Luiz Gonzaga do Maranhão).
  • Edésio Antônio dos Santos (Fazenda Ilha, Capinzal do Norte).
  • Francisco Antelius Sérvulo Vaz (Fazenda Ceap – Codó). Incluído em dezembro de 2009.
  • Gilberto Andrade (Fazenda Boa Fé – Caru – Povoado Caru – Centro Novo)
  • João Dilmar Meller Domenighi (Fazenda Carajá, Zona Rural, Balsas).
  • João Feitosa de Macedo (Fazenda J. Macedo, Povoado Morada Nova – Zona Rural de Bela Vista do Maranhão).
  • José Celso do Nascimento Oliveira (Fazenda Planalto II, Zona Rural, Santa Luzia).
  • José Egídio Quintal (Fazenda Redenção, Zona Rural, Açailândia)
  • José Escórcio de Cerqueira (Fazenda Santa Bárbara e Fazenda Bom Jesus – Rodovia BR 222, Km 135 – Zona
    Rural de Monção)
  • José Rolim Filho (Fazendas São Raimundo/São José, Povoado Quatorze, Povoado São Raimundo, Zona Rural, Peritoró).
  • Max Neves Cangussu (Fazenda Cangussu – Bom Jardim).
  • Nyedja Rejane Tavares Lima (Fazenda Thâmia -BR 222, km 47 Mata – Sede –Santa Luzia).
  • Ramilton Luis Duarte Costa (Fazenda Terra Bela, Zona Rural, Governador Edison Lobão).
  • Roberto Barbosa de Souza (Rodovia BR 222, Km 413 – Zona Rural de Santa Luzia).
  • Vilson de Araújo Fontes (Fazenda Cabana da Serra – Morcego – Santa Luzia).

13 comentários sobre “Ministério do Trabalho: Zito Rolim entra para a lista do autuados por exploração de trabalho escravo”

  1. Eu não acredito nessa materia,o Zito o meu prefeito honesto,que cumpre os seus compromissos que tem lutado para acabar com a fome do nosso municipio,o mesmo que demitiu quase a prefeitura toda e abandou os seus amigos e deu sombra ao povo do biné.Gente vamos ser realistas eu sei que vocês querem acreditar que o Zito ta bem,mais na verdade vocês sabem que isso não é verdade.O Zito que se fingir de cordeiro mais isso é um lobo só que baitola.kkkkkkk Zito nem dorme mais eu tenho certeza vai acabar sozinho.kkkkkk tu acha mesmo que esse povo do biné q ta no teu governo vai votaqr em zito….tadinho vou saindo aqui se não vou chorar tambem…adeus zitão escravizador dos pais de familia codoense

  2. Tá vendo como tem que ter cuidado com a lingua? O prefeito foi para a TV e bateu nos ex-prefeitos e agora tá na lista negra do Ministério do Trabalho.Que administrador é esse que investe no trabalho escravo?

  3. Marcos PS de alguém, o caso não tem nenhuma alusão a investimento em trabalho escravo.E se você procurar se informar melhor tem grandes administradores codoenses que já foram prefeitos e alguém que quer muito ser prefeito que já estiveram nessa lista e alguns ainda estão, inclusive em lista muito mais comprometedora.Alguns não popdem mais nem sonhar em voltar a ser prefeito tão cedo,pois estão na lista dos ficha suja,com todas as suas contas reprovadas e o povo já sabe disso,só não você.

    1. Tipo clássico de argumento:
      Quando não tem como defender, começa a apontar os erros dos outros…
      Como se os erros de uns podessem justificar o erro de outro…

      “Condições análogas à escravidão…” Nome bonitinho para “trabalho escravo!” hihihihi…

  4. NAVERDADE, eu me lembro de uma frase muito importante de Zito Rolim na sua ultima entrevista:

    “eu nunca maltratei e nem vou maltratar o povo de Codó”

    “chega de inganação, eu nunca enganei o povo”

  5. os sugadores do governo tem coragem de defender ainda depois dessa?…não logico que não isso ai é mentira foi alguem que inventou isso.zito quando tu perder essa mamata é q tu vai ver os teus verdaeiros amigos a solidão vai tomar conta da tua alma. quer se fingir de homem santo mais tu não é nada santo.tu traiu o cara que foi teu amigo que te ajudou a tua vida toda por ganancia.o fc oliveira com todos os defeitos mostrou que era teu amigo e investiu a grana dele em você.antes de tu ser prefeito tu tinha mensalinho semanal na fc oliveira para custear pedidos da população…TU ÉS UM C..

  6. É lamentável essa situação exposta. Contra fatos não há argumentos.

    Os empresários são sempre assim, sempre que podem exploram o povo e depois inventam uma história bonita para querer jutificar o injustificável.

    A função de um pefeito é incompatível com a de um contratante de mão de obra de trabalhadores em regime de Escravidão. Bem acertada foi a fiscalização do Ministério do Trabalho que revelou aos codoenses como o Prefeito da Cidade Codó-MA administra as suas propriedades(que dirá o patrimônio público). Zito somente segue a cartilha os demais empresários: BINé e FC. Oliveira.

    Continuo dizendo. Os empresários (prefeitos) ficam cada vez mais ricos e o povo (ignorante) e a cidade fica cada vez mais pobre. Coitado deste tão combalido Município de Codó-MA.

Deixe um comentário