Moradores dizem que estão ‘enterrando dinheiro na areia’ na reforma da estrada da Betânia

Moradores da região da Betânia estão reclamando do serviço de reforma da estrada feito pela Secretaria Municipal de Infraestrutura. Quem sai da cidade de Codó até a Fazenda Nova percebe, claramente, que, realmente, estão economizando dinheiro no serviço.

Existem trechos raspados e com piçarra, outros onde o mato nunca foi tocado pela ‘patrol’ e os atoleiros de areia continuam intocáveis. Na conversa com os moradores logo se sente a revolta.

A lavradora, Maria Rita Miranda da Cruz, reclamou dos bancos de areia que estão sendo ignorados como se nenhum problema trouxessem para o tráfego da estrada.

“O que eles fazem, tem um banco de areia eles deveriam passar a piçarra todinha e arrumar a estrada. Eles pulam o banco da areia pro outro lado, aí deixam aquele buraco lá, o ônibus vem atola”, disse

ATOLEIRO VAI CONTINUAR

Lembrando de exemplos bem recentes contou que a filha mais velha, Érica, que estuda na escola Estevam Ângelo de Sousa,  chegou inúmeras vezes  toda suja em casa porque teve que ajudar o motorista do transporte escolar, ano passado, e seus colegas à desatolarem o veículo do areal.

“Minha menina mesmo que tava estudando no Codó, era só uma e esse ano já entrou outra, ela é acostumada a desatolar o Ônibus, chegava aqui toda suja de areia. Minha filha o que é que tu tem – nada não mãe, é que nós tava desatolando o ônibus”, contou indignada

Mais a frente, no povoado Pé de Serra, a agricultora Maria das Dores Miranda diz que, sobretudo, por causa dos estudantes a estrada é muito importante. No mínimo 40 alunos precisam dela em boas condições todos os dias.

‘Quer uma estrada de qualidade também porque aqui são uns 40 alunos. O carro  que entra pra cá, o final é bem ali (povoado Pé de Serra) porque a estrada não veio até aqui, ele (carro) pega aluno até no Sucurí, tem que ter estrada de qualidade”, disse

ZITO SABE

Dona Das Dores revelou que o prefeito Zito é um assíduo participante dos festejos católicos da região, conhecedor profundo das condições da estrada que estaria sendo mal reformada. Na opinião dela, o chefe do Executivo deveria dar uma maior atenção ao problema já que recursos vieram para uma boa reforma.

“Ele tem conhecimento porque ele (prefeito) já passou aqui nessa estrada, ele vem o festejo aqui de São Raimundo, ele vem o festejo de Santo Rei, ele vem por esta estrada, ele conhece a gente como a palma da mão dele, mas agora o motivo que ele não cuida é que eu não sei. Só aparece no tempo do voto”, criticou

Deixe um comentário