Fale com Acélio

Tatiana do Bolsa Família, que prestou excelente serviço ocupando o cargo de coordenação do programa nos últimos quatro anos do governo Cuidando de Nossa Gente, foi substituída no segundo mandato.

É LÊDA…

A indicada, e já empossada, é Lêda Torres, ex-candidata a vereadora que, na urna, conseguiu mais votos que Tatiana, até por ter um poderio financeiro e de mídia. Fato é que, politicamente, houve a substituição e Lêda já está de equipe nova, segundo ela mesma, com muita vontade de trabalhar.

Dia 02 de abril, a equipe iniciará nova etapa de atualização de dados para famílias que estão há dois anos sem passar pelo recadastramento. Também abrirá para novos cadastros.

“Quero convidar toda as famílias (…) gente que nunca foi cadastrado pode se cadastrar e também pessoas que já estão com dois anos já cadastrados pode ir lá para renovar o seu cadastro”, disse Lêda

Tatiana, segundo informações,  não saiu do governo, está na parte administrativa do CRAS (não foi informado de que bairro). Certamente, um cargo de menor expressão que o anterior já que no Bolsa, só até dezembro, trabalhava com 19.201 famílias.

 O CASTIGO DE ZITO

Pelo mesmo castigo político dado por Zito Rolim passou o ex-secretário de Esportes, Francisco Galileia, que, após aventurar-se politicamente, teve menos votos que outros concorrentes da mesma área e acabou perdendo o cargo, embora continue no governo, recebendo salário, para não causa estrago maior com a ajuda da oposição.

15 comentários sobre “MUDANÇAS: Lêda Torres é a nova coordenadora do Bolsa Família”

  1. Parabéns a Leda Torres, por mais esta conquista, ela não tinha nenhuma secretaria e teve quase mais voto que a esposa do rico secretario de saúde do município, vá em frente Lêda Torres torcemos por você, a próxima pode ser sua amiga.

  2. SÓ ESPERO QUE MINHA AMIGA LEDA TORRES CONTINUEM FAZENDO UM BOM TRABALHO DO JEITO QUE A TATIANE VINHA FAZENDO A FRENTE DO BOLÇA FAMÍLIA.MOSTRE SEU POTENCIAL AGORA E A SUA VEZ.VAI EM FRENTE MOSTRE SUA COMPETÊNCIA QUE O POVO RECONHECE.

  3. Galetamente falando, com certeza ele terá muita força. O moço lá que vive ‘adjunto’ dela foi o segurança principal do prefeito durante as festas momescas.

  4. Competência??? Só se for …! Quero ver quando o Ministério do Desenvolvimento social começar a fiscalizar.monitorar os cartões do bolsa familia em Codó. Teve cidade que até os parentes do vigia do Posto tinha cartão. Muitas águas vão ROLA R!! ^Família não é brincar de fazer nêne. è ver quem realmente necessita.

    1. Poxa tiraram uma jovem competente só porque nāo teve muito voto. Como queriam que a Tatiana tivesse votos, se ela foi traída em plena campanha pelos poderosos, que apenas a utilizaam para bucha de canhão.

      Pelos votos que a Leda teve, ela merecia era ser uma Secretária, pois competência e experiência ela tem. Esse cargo é um desrespeito ao esforço da Leda e do Marcos na campanha.

  5. O QUE NÃO FALTA AQUI EM CODÓ, É INVEJOSO. EITA CODÓ PRA GENTE INVEJOSA! EM QUALQUER GOVERNO, MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL, QUEM COLOCA AS PESSOAS DE CONFIANÇA, É O GESTOR.

    QUANDO EU FOR PREFEITO DE CODÓ, EU TAMBÉM VOU TER OS MEUS PRA EMPREGAR, OU ESTOU ERRADO?

  6. Titular da 108ª Zona Eleitoral de Ribeirão Preto (SP), o juiz Héber Mendes Batista cassou os mandatos da prefeita da cidade, Dárcy Vera (PSD), e do vice-prefeito Marinho Sampaio (PMDB). Como se trata de uma decisão de primeira instância, cabe recurso. Primeiro ao TRE de São Paulo. Depois, ao TSE, em Brasília.

    A sentença foi divulgada nesta segunda-feira (11). O magistrado mandou cancelar os diplomas da prefeita e do vice após concluir que funcionários do município foram utilizados na campanha eleitoral que resultou na reeleição da prefeita Dárcy, em outubro do ano passado. Há fotos no processo.

    Afora a cassação, o magistrado impôs à prefeita e ao vice o pagamento de multas de R$ 50 mil cada. Declarou-os inelegíveis pelos próximos oito anos. De resto, remeteu o processo à Procuradoria de Justiça, para que seja analisada a hipótese de abertura de inquérito por improbidade administrativa.

    Responsável pela defesa da prefeita, a advogada Fátima Cristina Miranda disse que já protocolou no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo um recurso contra a decisão do juiz de Ribeirão Preto. Pede que seja suspensa a execução da sentença, que ainda não foi publicada.

    A advogada contesta o uso de mão de obra do município na campanha eleitoral de sua cliente. Alega que os servidores que aparecem nas fotos anexadas aos autos estavam, em sua maioria, em férias ou fora do horário de trabalho.
    Olha aí o que que dar,dona Leda. Cuidado. de UOL em 11.03.2013

  7. Realmente…..
    Usaram mesmo a moça, onde ela esta pq a comunidade procura e não acha simplesmente tiraram e jogaram..ela ta é jogada pq niguem sabe nem paradeiro….isso e jogo politico muito do sujo…mais o munda da voltas …

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

QUINCAS BORBA – VESTIBULARES

Medicina Integrada – Pedro Augusto

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias