Orlando Maranhão – 30 anos de música regional e defesa do meio ambiente

Há 30 anos o violão e a voz de ORLANDO Maranhão expressam os mais diversos sentimentos de um poeta apaixonado pelo Nordeste.

Seus causos, fauna e flora  definem um artista popular que nunca abriu mão de seu estilo musical.

Orlando Maranhão - 30 anos de regionalismo musical
Orlando Maranhão – 30 anos de regionalismo musical

“Eu me defino como cantor popular nordestino cantando a sua região (…) os meus costumes, a alegria, o sofrimento do nosso povo nordestino que é um povo guerreiro (…) Orlando essas tuas músicas regionais não fazem sucesso porque você não faz outra porque eu não iria me sentir liberto, eu sou liberto pra cantar o que eu acho que é o certo”, disse em reportagem à TV Mirante.

PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL

Os temas de suas canções ou cantigas, como ele prefere chama-las, estão sempre relacionados ao cotidiano do povo nordestino, mas Orlando também desenvolve um trabalho, muito importante, de destaque aqui na região, de defesa do meio ambiente, principalmente ligado ao maior rio genuinamente maranhense, o nosso Itapecuru, e à todos os seus afluentes, sobretudo, aqueles que estão dentro da área de Codó.

“Sempre vi as águas do rio Itapecuru como o sangue que corre em minhas veias e procuro defende-lo nas minhas canções”

“Eu fiz 3 Cds. Eu fiz o CD Cheiro da Terra, que são com músicas autorais, e fiz o CD S.O.S Itapecuru onde eu juntei meus amigos que cantam a questao do rio Itapecuru que vem de Mirador, Colinas do Maranhão, Timbiras, Caxias e Codó. Fizemos esse CD, que retrata da coisa do lixo, das suas vertentes que estão morrendo, esse trabalho é todo voltado para a conscientização ambiental”, explicou

O TRABALHO CONTINUA

Seu forma de colaborar  continua. Para 2015 planeja intensificar o trabalho que desenvolve por meio da ONG Rio Itapecuru Mais Bonito.

“Ela vai trabalhar conscientização nas escolas, nos meios de comunicação televisão, rádio e a gente vai contribuir com esta parte chamando as autoridades competentes para essa parte para que a gente dê uma resposta, cada um tem que fazer sua parte”

No caso de Orlando, fazer a sua parte virá sempre acompanhada de um boa música.

Deixe uma resposta