PÁGINAS DE CODÓ (LXXXVI) – MAXIMIANO BRANDÃO FILHO

Acy Brandão como é conhecido, nasceu em Codó a 23 de agosto de 1944. Filho de Maximiano Antônio Brandão e de Tirza da Costa Brandão, ambos falecidos.

Concluiu o ensino primário no Grupo Escolar João Ribeiro, o ginásio e até o segundo ano de Contabilidade, no conceituado Colégio Magalhães de Almeida do ilustre professor Mauro Rego. Estudou também no Colégio Codoense.

Trabalhou em várias firmas: Aeronorte, Aerovias, como entregador de mercadorias, 1960 a 1964; Casas Pernambucanas e Casa Comercial de Aureliano Braga da Paz

Em março de 1967, seguiu para São Luis, onde trabalhou na Transportadora Atlas Ltda, demorou pouco, retornou a Codó, passando a trabalhar na Associação dos Criadores do Vale do Itapicuru (ACRIVI) até maio de 1969, quando se desligou para assumir o cargo de Escrivão, Distribuidor, Avaliador e Contador Judicial da Comarca de Codó, cargo que exerceu até 1974, em virtude de sua nomeação para o cargo de Escrivão do 1º Ofício da mesma Comarca.

Grande desportista. Jogou no Santos Futebol Clube, Fabril e Nacional, tendo participado de vários torneios intermunicipais, conquistando inúmeras vitórias, Jogou também futebol de salão, conseguiu entre outros títulos, o de vice-campeão. Como atleta do Colégio Codoense, participou de um torneio realizado pela CNEC, envolvendo os estados do Maranhão, Piauí e Ceará perdendo para este último diante do SUMOV, o melhor time de futebol de salão à época.

Ingressou em Rotary, no ano de 1974, exerceu vários cargos no RC de Codó, inclusive a presidência no ano rotário – 1986 – 1987. Maçom da Loja Atalaia Codoense, desde março de 1975. Ocupou a venerança nos mandatos: 1993-1999 e 2001-2003.

Fundador do bloco carnavalesco – “Corno Folia”. Este bloco, desde a sua criação em outubro de 1995, com a participação dos carnavalescos Miro e Zequinha Brandão, tem se destacado entre os demais blocos, atualmente, possui mais de quatro mil foliões.

Acy Brandão, pessoa bastante identificada nos diversos segmentos sociais, guarda lembranças de grandes amizades quando estudante, ao lado dos colegas Raimundo Sergio Coelho, Glória Salazar, Marinalva Rego, José Inácio, José Maria Fontes (Cochicho), entre outros.

Casado com Maria Inês Brandão tem duas filhas: Rogéria, formada em Serviço Social e Roberta (Robertinha), cursando faculdade de música.

 Codó – MA, 01 de setembro de 2014.                                                       Prof. Carlos Gomes.

Sócio Fundador da Associação Cultural Codoense “Antonio Almeida Oliveira”.Transcrito do Livro Codoenses & Não Codoenses, inédito.

Um comentário sobre “PÁGINAS DE CODÓ (LXXXVI) – MAXIMIANO BRANDÃO FILHO”

  1. Bom esse relato sobre o Acy Brandão, só falta o professor Carlos Gomes atualizar as informações sobre Acy, está faltando datas sobre funções que ele exerceu.

Deixe uma resposta