PÁGINAS DE CODÓ (XLVIII) – Filomena Catarina Moreira

Escritor Carlos Gomes
Escritor Carlos Gomes

Nascido em 25 de novembro de 1886, uma legenda significativa na Historia da Educação no Município. Foi a primeira professora normalista a atuar profissionalmente, exercendo as suas atividades educacionais com a maior dignidade. Autêntica educadora.

Tornou-se responsável no seio da comunidade de Codó, não somente pela sua cultura, como também, pela sua forte personalidade, fonte de confiança e de respeito.

Vindo de São Luis a convite do deputado estadual Raimundo Muniz Bayma, chegou a Codó a 18 de julho de 1908, lecionando na Escola César Brandão, inicialmente. Inaugurado o Grupo Escolar “Colares Moreira”, em 1934, Filomena Catarina Moreira foi nomeada pelo Interventor Antônio Martins de Almeida, para dirigi-lo, mantendo-se nesse cargo, ate a data de sua aposentadoria, em 10 de junho de 1935.

Diplomada pela Escola Normal do Maranhão, em 27 de janeiro de 1907, quando lhe e conferido o Titulo de Professora Normalista pela Congregação da referida Escola Normal, de conformidade com o Art. 74 do Cit, I, do Regulamento a que se refere o Decreto de 27 de junho de 1905.

Lembramos que a Escola Normal do Maranhão foi criada pelo Decreto n°21, de 15 de abril de 1890.

Vários filhos ilustres de Codó foram alunos da saudosa Mestra, entre eles encontramos nomes como José Ribamar de Carvalho, Cônego, ex-Reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Antônio Bayma, engenheiro civil, ex-prefeito de São Luis, Orlando Araújo, médico, Geni e Maria José Dualibe Murad, professoras, Almerinda Bayma, professora e Diretora do Departamento de Educação do Estado e outros, vencedores em setores dispares da sociedade nacional. Longa é a listagem, Depondo sobre Filomena Moreira, disse o Cônego Ribamar Carvalho, seu ex-aluno: “Dona Filomena era competente e tinha força moral”.

Por mensagem enviada á Câmara Municipal pelo prefeito Ricardo Archer, foi criada a Comenda Filomena Catarina Moreira que distinguirá pessoas que se destacaram nas áreas de Educação e Cultura do Município.

Faleceu no dia 13 de julho de 1953.

Codó – MA, 16 de dezembro de 2013.                                               Prof. Carlos Gomes.

Sócio Fundador da Associação Cultural Codoense “Antonio Almeida Oliveira”.

Transcrito do Livro Codoenses & Não Codoenses, aguardando publicação

4 comentários sobre “PÁGINAS DE CODÓ (XLVIII) – Filomena Catarina Moreira”

    1. NO CAMPUS DA UFMA TEM UMA MONOGRAFIA INTITULADA “PELAS MÃOS FEMININAS: Memórias da Educação Codoense” que conta um pouco da trajetória de 3 professoras normalistas.

Deixe uma resposta