Pai de feto morto na Mamãe Neyde diz que vai processar médico e secretário de saúde

Luís, assim foi identificado pelo apresentador Edmilson Filho, da TV Palmeira do Norte, o pai do feto que nasceu sem vida na Maternidade Mamãe Neyde na semana passada.

Ele contou que um exame constatou que o feto estava sem batimento cardíaco. Foi quando discutiu com o médico, depois identificado por Cláudio Paz, na TV Codó, questionando-o sobre a não realização do procedimento de ultrassom para ver como estava a saúde do bebê. Por isso, pretende processá-lo, bem como ao secretário e ao prefeito do município.

“Esse mesmo médico, da qual, estou querendo processar ele, já fui à promotoria, vou caçar o responsável ou se é prefeito, se é secretário de saúde, alguém vai se responsabilizar pelo que aconteceu, ninguém pode ficar impune, não pode deixar isso quieto (…) eu confio plenamente na Justiça dos homens”, afirmou

PEDIDO DE SOCORRO

Preocupado, Luís disse que levaria sua esposa para uma clínica onde existia a ultrassom. Depois de rondar pela cidade, encontrou a do médico Zé Francisco. Mas já era tarde, o feto já não apresentava movimento, nem batimento cardíaco, como relata o exame. Segundo Zé Francisco dissera ao pai, o feto teria morrido no final da tarde.

Partindo desta informação, Luís entende que teria visto o filho nascer com vida se o problema tivesse sido descoberto mais cedo com a ultrassom, já que a sua esposa chegou à Mamãe Neyde por volta das 11h da manhã.

“Ele disse que, provavelmente, meu filho entrou em estado óbito por volta das 17h30 até às 18h, sofrendo na barriga da mãe e minha esposa perdendo sangue”, disse, completando:

“Ele simplesmente falou – tem que ser feito uma Cesária imediatamente pra salvar já a vida da sua esposa, na qual a minha esposa já perdia sangue desde 11h da manhã. Simplesmente, ele (médico de plantão) ignorou, pra confirmar ele teve ligar para o Zé Francisco’, concluiu

“NÃO VOU PARAR”

Indignado, o pai assegura que não vai desistir de processar quem quer seja para ver o direito à vida de seu filho reparado.

“Coloque-se no meu lugar, eu tô lutando é para que isso não aconteça mais em Codó, enquanto isso eles vão para a televisão deles dizer que a saúde de Codó recebeu um prêmio (Dom Pedro II), afirmou.

SECRETÁRIO SE DEFENDE

O secretário municipal de Saúde, Cláudio Paz, falou sobre o caso em sua última entrevista na TV Codó. Confirmou o que fora dito pelo pai – os dois conversaram, por telefone, com a intermediação do vereador João de Deus. Disse que a morte do feto nada teve a ver com falta de aparelho de ultrassom.

“Nós procuramos orientá-lo, explicando o que aconteceu porque tentaram responsabilizar a morte deste bebê à falta de um aparelho de ultrassom na maternidade, mas isso não é verdade”, disse Cláudio

CAUSAS, SEGUNDO CLÁUDIO

O secretário informou que a mãe, esposa de Luís, chegou com uma série de complicações e que o médico Zé Francisco pode ter errado ou agido com o intuito de denegrir a imagem do governo ao dizer para o pai que a causa da morte do feto teve a ver com a falta de ultrassom na maternidade.

“Foi uma paciente que chegou à maternidade com sangramento, hipotensão, útero contraído, que, posteriormente, foi feito um diagnóstico de descolamento de placenta e este diagnóstico pode ser feito clinicamente sem a necessidade de uma ultrassonografia e esta paciente depois foi encaminhada á uma clínica de ultrassom lá do Dr. Zé Francisco que é outro quem tem procurado estar denegrindo a imagem do governo e nesse caso ele referiu ou porque errou no laudo ou por maldade para querer jogar esse pai, num momento de dor, contra o governo, ele informou que no laudo de ultrassom tinha uma circular de cordão e o beb~e tinha morrido porque o cordão asfixiou, só que ela não tava nem em trabalho de parto. A asfixia por circular de cordão acontece no período quando o bebê vai nascer”, disse

SENSACIONALISMO

Cláudio Paz criticou os veículos de comunicação que alardearam o caso, segundo seu entendimento, com sensacionalismo.

“Eles não podem, Alberto, jogar a responsabilidade em cima da gestão, em cima da secretaria, em cima da Prefeitura, não, nós temos que ter a responsabilidade de conversar com o profissional para saber o que aconteceu, ele vai ter uma explicação clínica pra isso e daí se toma uma posição”, frisou

6 comentários sobre “Pai de feto morto na Mamãe Neyde diz que vai processar médico e secretário de saúde”

  1. Olha a Saúde daqui tá uma brincadeira, fui esta semana em um posto de saúde tomar uma vacina anti- tetânica, e a enfermeira responsável pela sala de vacina foi muito grossa, falou: “agora todo mundo vao tomar vacina do lado do vento, não se cortar nem se furar que quer logo tomar vacina” eu fiquei indiguinada, pois esta vacina veio foi para as pessoas tomarem, é porque só elas que querem ser imunizada e com os outros não estar nem aí.
    é brincadeira essa Saúde Pública de Codó!

  2. ESSE SECRETARIO QUER TAPAR O SOL COM A PENEIRA, OLHE PARA A FRENTE E VEJA SRº A REALIDADE, TA UMA PORCARIA ESSA SAUDE DE CODÓ,EM 1º LUGAR O ÚNICO HOSPITAL QUE TEMOS NA CIDADE FAZ NOJO ATE ENTRAR NELE,VC SAI DE CASA SENTINDO-SE MAL QDO CHEGA LÁ E MAL ATENDIDO E FALTA MEDICAMENTOS PARA OS PACIENTES NÃO TEM NADA FUNCIONANDO LA O APARELHO DE RAIO X SO EM ULTIMO CASO QUE SE PODE BATER UM RAIO X LA.É ESSA A MARAVILHA DE SAUDE QUE O MUNICIPIO OFERECE AOS CODOENSES QUE FALTA DE ARGUMENTO,VCS DEVIAM ELABORAR UM TEXTO MELHOR PARA FALAR.

  3. COM ESSA BRINCADERIA DE TROCAR D PRESIDENTE COMO TROCAM DE ROUPAS,
    COMO FICA O CONCURSO DA CÂMARA?

    QUEREMOS O CONCURSO!!!
    QUEREMOS O CONCURSO!!!
    QUEREMOS O CONCURSO!!!
    QUEREMOS O CONCURSO!!!
    QUEREMOS O CONCURSO!!!
    QUEREMOS O CONCURSO!!!
    QUEREMOS O CONCURSO!!!

  4. Esse Edimilson Filho é um imbecil.

    Ele agora, leva ao seu programa, esse caso para jogar a culpa na atual administração municipal.

    Será que ele não lembra, que ele mesmo ajudou a eleger o atual prefeito?

    No governo anterior, aconteceu um caso semelhante no HGM e ele, me perdoem a expressão, “meteu o pau” no prefeito Biné Figueiredo, agora, esse caso na SAMEC, que pertence ao Dr. Antonio Joaquim, ele quer jogar a culpa no atual prefeito.

    É muito idiota esse Edimilson Filho.

Deixe um comentário