Peritoró – Secretário desmente vereador e diz que DENASUS está fiscalizando Agamenon e Pe. Josias

Prefeitura de Peritoró

O blog do Acélio conversou, por telefone, com o secretário de saúde do município de Peritoró, Josivaldo Veras. Ele explicou que a equipe do Denasus, que ora audita a prefeitura, faz sorteio para definir que município a receberá.

“É uma prática comum do Ministério que sorteia alguns municípios, já que ele não pode auditar todo mundo, ele sorteia alguns municípios pra fazer, pra que seja feito uma auditoria. Eu cheguei de Brasília, estive á conversando com o Denasus, com o chefe lá, o Adalberto, que disse – secretário não se preocupe é um trabalho de rotina”, disse informando sobre o que ocorrerá caso seja encontrada alguma irregularidade.

“O que vai ser feito depois é um Termo de Ajustamento de Conduta Sanitária, como é chamado se for constatada alguma irregularidade. Todo município a gente erra, as vezes no intuito de acertar você acaba errando”, afirmou

NADA DE VEREADOR

Josivaldo fez questão de frisar que não há dedo de vereador algum na chegada do Denasus à Peritoró, até porque, explicou, dois governos estão sendo fiscalizados – o de Agamenon (de 2009 até os dias atuais) e o de Pe. Josias ( de 2006 à 2008).

Segundo Veras, não há lógica na afirmação do vereador Constantino Santos Neves de ser o responsável pela fiscalização do Ministério, por meio de suas denúncias, porque ele jamais chamaria uma equipe para fiscalizar as ações do ex-prefeito Josias, do qual ainda é aliado político.

“Não se trata de denúncia de vereadores, eles estão me pedindo documento do que foi comprado na farmácia básica de 2006, e eu já disse – olha eu não sei o que foi comprado em 2006, nós vamos ter que justificar? Eu não tenho essa documentação. Eu falei com a ex-secretária (da gestão Pe. Josias) que disse Josivaldo eu tenho parte dessa documentação e posso até mandar, se não tiver nós vamos justificar pra eles” justificou

ENCRENCADO

O secretário municipal também revelou que Pe. Josias ficará encrencado com o Ministério da Saúde caso não apresente toda a documentação do que fez com os recursos federais entre 2006 e 2008. Pior, na opinião de Josivaldo, é que nada foi deixado e esta afirmação está respaldada pela atual administração que a registrou no Ministério Público Estadual assim que Agamenon Milhomem assumiu.

“Tá sendo auditado o Josias também que é do grupo dele, tá sendo auditado é todo mundo. Não temos documentação porque infelizmente não foi deixado pra gente, nós não encontramos e isso aqui respaldou a gente porque nós registramos no Ministério Público, quando o Agamenon recebeu a Prefeitura, nós registramos no Ministério Público que não foi encontrada nenhuma documentação aqui e o Ministério Público estava aqui, entrou junto com ele (prefeito) e viu que não tinha documentação nenhuma’, concluiu

Deixe um comentário