Personalidades que contribuíram para com Codó recebem comendas do governo

Mesa formada/foto Nilton Messias
Mesa formada/foto Nilton Messias

Uma vasta programação marcou os 117 anos do município de Codó. Um dos importantes eventos ocorridos na manhã do dia 16, no Salão Nobre da Prefeitura de Codó, foi a entrega de comendas especiais às pessoas que contribuíram de alguma forma para o engrandecimento do município de Codó.

Planteia
Plateia

O evento reuniu as principais autoridades políticas, militares, civis e eclesiásticas, além de convidados da Prefeitura. O prefeito Zito Rolim, juntamente com a Primeira Dama Eliene Rolim e secretários municipais, foram os anfitriões do evento.

Estavam presentes também o deputado federal Ricardo Archer, o vice-prefeito

Zito e professor Cardoso
Zito e professor Cardoso

Guilherme Archer e representantes do poder legislativo, como o vereadores Max Tony e Leonel Filho.

Durante a cerimônia foram entregues comendas especiais à personalidades que foram destaques em diversas áreas.

  • Ana Emília Moreira e Francisco Carlos Silva receberam a Comenda Negro Cosme, pelos serviços prestados a sociedade por meio da luta pelos direitos das comunidades de afro-descendentes.
  • A Comenda Fausto de Sousa, que leva o nome do ilustre filho de Codó, que brilhou na seleção brasileira nos anos trinta, foi concedida aos desportistas Alfredo Santos Quintanilha e Carlos Quirino dos Santos.

    Homenagem à Ribinha Muniz
    Homenagem à Ribinha Muniz

Aos destaques da educação e cultura:

  • A Comenda Filomena Catarina Moreira foi entregue ao Carnavalesco José Ribamar Muniz, ao Diretor do IFMA de Codó, Professor José Cardoso de Sousa e o Reitor no IFMA em São Luis, Francisco Brandão Ferreira.
  • Logo após a entrega de comendas, o prefeito Zito Rolim partiu para uma série de inaugurações por toda a cidade.

Por Raphael Fernandes

Assessoria de Comunicação – Governo Municipal de Codó

Um comentário sobre “Personalidades que contribuíram para com Codó recebem comendas do governo”

  1. Foi aprovada hoje pelo congresso por unanimidade a PL 277/2005, que trata sobre aposentadoria especial para pessoas deficientes, de autoria do ex-deputado federal e hoje vereador por Belo Horizonte, Leonardo de Mattos

    De acordo com a Lei, ficou assegurado a concessão de aposentadoria, nas seguintes condições:

    Aos 25 (vinte e cinco) anos de tempo de contribuição, se homem, e
    20 (vinte) anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência grave;

    Aos 29 (vinte e nove) anos de tempo de contribuição, se homem, e
    24 (vinte e quatro) anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência
    moderada;

    Aos 33 (trinta e três) anos de tempo de contribuição, se homem, e 28 (vinte e oito) anos, se mulher, no caso de segurado com deficiência leve; ou

    Aos 60 (sessenta) anos de idade, se homem, e 55 (cinquenta e cinco) anos de idade, se mulher, independentemente do grau de deficiência, desde que cumprido tempo mínimo de contribuição de 15 (quinze) anos e comprovada a existência de deficiência durante igual período.

    Poder Executivo definirá as deficiências grave, moderada e leve para os fins desta Lei Complementar.

    A avaliação da deficiência será médica e funcional, nos termos do Regulamento.

    O grau de deficiência será atestado por perícia própria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), por meio de instrumentos

Deixe um comentário