PIB – MAIS POBRE NÃO, Maranhão é a 16ª maior economia do Brasil

FONTE: Jornal O Estado do Maranhão

Governadora Roseana
Governadora Roseana

O Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão saltou de R$ 45,2 bilhões em 2010 para R$ 52,1 bilhões em 2011, um crescimento real de 10,3%, que coloca o estado como a 16ª maior economia do país. O PIB per capita do estado também registrou crescimento, saindo de R$ 6.888,60 em 2010 para R$ 7.852,71 no ano se-guinte, fazendo com que o estado saísse da última posição no ranking, ultrapassando o Piauí. Os dados positivos, divulgados na sexta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), fizeram com que o estado deixasse de ser o mais pobre da federação.

A variação do PIB do Maranhão foi 7,6 pontos percentuais superior ao crescimento do Brasil, cuja soma de todas as riquezas no período cresceu apenas 2,7%. Com esse incremento, a participação do Maranhão no PIB brasileiro saltou de 1,2% para 1,3%. De acordo com o IBGE, o Maranhão e a Paraíba (0,9%) foram os únicos que avançaram nesse aspecto no Nordeste. A Bahia, que é a maior economia da região, perdeu 0,2 ponto percentual de 2010 para 2011 em participação, passando de 4,1% para 3,9%. Estados de peso, como São Paulo e Rio Grande do Sul, também recuaram.

Investimentos – Para a governadora do estado, Roseana Sarney (PMDB), o resultado do PIB do Maranhão confirma a curva ascendente que a economia do estado vem registrando desde que assumiu o governo em 2009 com uma forte política de atração de investimentos. “Em 2009, o nosso PIB era de R$ 39,8 bilhões. Já em 2010, tivemos um incremento de 8,7% e passamos para um PIB de 45,2 bilhões. E no ano seguinte, alcançamos R$ 52,1 bilhões”, comparou.

Roseana Sarney afirmou que a evolução da economia maranhense, com o consequente aumento do PIB, é resultado da política de atração de investimentos que o Governo do Estado vem desenvolvendo nos últimos quatro anos. “O Maranhão é um dos estados que mais recebe investimentos no país. São mais de R$ 120 bilhões em grandes projetos que estão já operando ou se instalando, gerando emprego e renda, e contribuindo para o crescimento do PIB”, declarou.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Maurício Macedo, confirmou que o aumento de 10,3% no PIB se dá em função dos investimentos, considerando que 2011 foi um período de forte instalação de empreendimentos imobiliários, como também na área de comércio e serviços.

Ele disse que os impactos desses investimentos nos PIBs de 2012 e 2013 devem ser ainda maiores, tendo em vista que nesse período grandes empreendimentos industriais se instalaram no estado, impulsionando a economia maranhense. “Os PIBs de 2012 e 2013 devem ter crescimento ainda maior, em função da consolidação dos investimentos industriais”, assinalou.

Empreendimentos – Desde 2009, fruto dos investimentos atraídos pelo Governo do Estado, 54 empreendimentos entraram em operação em diversas regiões, nos setores da indústria, agroindústria comércio e serviço, geração de energia, portos e ferrovia, cimento, aço, alumínio, celulose, alimentos e bebidas, mineração de ouro, beneficiamento de óleo, entre outros.

Esses empreendimentos representam investimentos da ordem de R$ 32 bilhões e mais de 100 mil empregos diretos foram gerados nas fases de implantação e de operação. De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Sedinc), existem mais 50 empreendimentos privados em fase de implantação, licenciamento ambiental, projetos ou estudos, com prazo até 2019, que integram o portfólio dos mais de R$ 120 bilhões em investimentos.

Serviços têm maior representatividade

Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o aumento real de 10,3% do PIB do Maranhão em 2011 foi fortemente influenciado pelo crescimento das atividades industrial, agropecuária e de serviços, o que reforça a pujança desses setores e sua importância para a economia do estado.

As atividades respondem, cada, por 17,5% da formação do PIB maranhense. O Valor Adicionado Bruto da indústria no estado registrou crescimento em volume de 8,8%, tendo como principais pesos as atividades de transformação, construção civil e serviços industriais de utilidade pública.

O setor de serviços tem maior representatividade na formação do PIB maranhense, com participação de 64,9% – crescimento em volume de 5,9% em 2011. Integram as atividades deste segmento comércio e serviços de reparação e manutenção; serviços de alojamento e alimentação; transportes, armazenagem e correios; serviços de informação; serviços prestados às empresas; atividades imobiliárias e aluguel; administração, saúde e educação públicas, entre outras.

A agropecuária, que em 2010 participava com 17,2% do PIB, apresentou variação de 29,8%, e em 2011 passou a representar 17,5% no Valor Adicionado Bruto do estado. O desempenho positivo foi decorrente do crescimento das atividades de lavouras temporária e permanente, silvicultura/exploração florestal, pecuária e pesca.

Participação no PIB do MA (2011)

Agropecuária 17,5%

Indústria 17,5%

Serviços 64,9%

14 comentários sobre “PIB – MAIS POBRE NÃO, Maranhão é a 16ª maior economia do Brasil”

  1. QUE MENTIRA DESLAVADA! TODO MUNDO SABE QUE O MARANHÃO É O ESTADO MAIS POBRE DO PAÍS. PERDE ATÉ PARA O PIAUÍ. NÃO QUE NÃO TENHA RIQUEZAS NATURAIS ETC. POBRE, PORQUE A OLIGARQUIA SARNEY, QUE GOVERNA ESSE ESTADO HÁ MAIS DE QUATRO DÉCADAS, TEM ……… OS COFRES PÚBLICOS TODOS ESSES ANOS.

    A EDUCAÇÃO PÚBLICA DO MARANHÃO É A PIOR DO BRASIL; A SAÚDE ESTÁ NA “UTI”. ENFIM, ESSA PROPAGANDA ELEITOREIRA QUE A OLIGARQUIA SARNEY ESTÁ FAZENDO PARA ELEGER O SEU “FILHOTE DE ….”, LUÍS FERNANDO, NÃO VAI COLAR. TODO MUNDO SABE QUE OS SARNEYS SÃO A DOENÇA MALIGNA DO MARANHÃO. E ESSA DOENÇA PRECISA SER EXTIRPADA. NÃO ADIANTA NÃO, ACÉLIO. VOCÊ PODE FAZER PROPAGANDA NOITE E DIA NO SEU BLOGZINHO. O “FILHOTE DE ….” JÁ PERDEU.

  2. ESSA RIQUEZA A MAIS É DIVIDIDA COM A POPULAÇÃO CARENTE? ESSES NÚMEROS É PARA INGLES VER…OS SERVIÇOS QUE A POPULAÇÃO TANTO NECESSITA NÃO SÃO FEITOS NEM 0,000001%!!!!! UM ESTADO DE TANTAS RIQUEZAS NATURAIS E VIVE NA MISÉRIA ENQUANTO ISSO OS QUE GOVERNAM VIVEM DE FORMA MAJESTOSA!!!!

  3. Sou maranhense,amo meu estado, mais sou consciente da situação diante do resto do país, sei que é o estado mais pobre e isso é vergonhoso, a oligarquia Sarney impede o crescimento eles são donos absoluto, somente eles crescem,moro no estado do Ceará e vejo a grande diferênça que existem entre os dois estados, o governo da ki trabalha e permite que todos cresçam parece que os politicos do Ceará são muito mais honestos,e amam o estado do Ceará, ai está a gende diferênça dos políticos dos dois estados, amor o que não existem nos políticos do estado do Maranhão, além de serem desonestos são desumanos e burros pois para o resto do país o maranhão não aparecem somente neste caso do presídio, que vergonha o Maranhão não tem um ator de televisão, um representante em quanto nemhum,algém tem que socorrer o estado, que parece mais uma provincia, do século XVIII. Odéio esses políticos do Maranhão !!!!!!!

  4. Diz isso pros 68% da população em pobreza extrema que sobrevivem com 70,00 R$ do Bolsa Família e outra a minha cidade Belo Horizonte é mais rica e mais desenvolvida que todo o Estado do Maranhão, e outra quem mantem vocês ai somos nós aqui do Sudeste, já estou cansado de ver meu dinheiro sendo desperdiçado ai! Se separem do Brasil e vão integrara a África de preferência quem sabe lá vocês se tornem realmente o 16º estado mais rico hem?

  5. e meu caro amigo parece que a unica coisa boa que tem ai e trabalho porque e so ter uma oportunidade e todo mundo que sair dai aqui as pessoas podem ate sair mais assim que melhoram querem logo voltar o pior e ver um estado tao rico como voce diz ser o seu e ter o vale do jeguitinhona ai sim uma miseria disgracada e voces nao deveriam ir para rua pedir melhorias ja que ai e uma marcomaravilha

  6. É aqui no Rio encontrei um amigo maranhense e ele me informou q aí no Maranhão ainda as pessoas moram em choupanas de palha e q no Ceará toda casa de taipa foi destruída e q os cearenses ganharam casas de auvenaria(realmente foi verdade)mas por causa de insetos…no Ceará essas casinhas nao existe quaaaase,mas existe …mas é raro

  7. Parece q única coisa boa do Maranhão são seu Povo e sua Natureza!!E pensar q até pouco tempo meus parentes primos de Itinga-Ma falavam mal do meu Ceará e q até alguns eram cearenses e diziam q no Ceará só tinha buracos d’água q era muito seco e pobreeu pensava poxa ele deve viver muito bem lá no Maranhão,lá chove,é solo fértil,tem muita igualdade,enquanto isso como todo cearense fui ser um bom emprendendor e pensar grande como a cabeça kkka aqui em FOrtaleza é tudo grande mesmo,daqui abastecemos teresina,natall e são Luis e só em Fortaleza ja somos quase 3 milhoes,venham crescer junto conosco!!!!!

Deixe uma resposta