Policiais militares de Codó passam por padronização de abordagens

Cabo Gladston Barbosa foi quem recebeu o treinamento em São Luís e ao chegar à Codó se dispôs a repassar tudo que aprendeu aos companheiros no que se refere à táticas de abordagens envolvendo bandidos em carros, algo que geralmente ocorre após alguma perseguição.

17º BPM em treinamento
17º BPM em treinamento

De acordo com o policial o que houve foi uma padronização da forma como este trabalho deve ser feito a partir de agora.

“O PADRÃO QUE nós estamos usando é o padrão da FORÇA NACIONAL então vai ser feito esse tipo de abordagem em qualquer situação, em qualquer cidade, em qualquer local que for fazer, em qualquer Estado a abordagem padrão é essa que tá sendo passada aqui para o grupo do 17º BPM’, explicou

Grupos foram formados até que todos passaram pelo treinamento que durou uma semana. Para o tenente Lucas Pereira da Silva, há muitos benefícios nesta espécie de treinamento.

“O benefício é o bom emprego das técnicas policiais nas atividades do policial militar no dia a dia…É SEMPRE BOM TÁ PASSANDO POR ISSO? Positivo, nós sabemos que estamos propício a esquecer as coisas no decorrer do tempo então é sempre bom tá lembrando, aprimorando para que possamos fazer um bom trabalho”, assegurou

Além do posicionamento de armas, revista dos suspeitos e dos veículos, há uma preocupação com a segurança do colega policial nos ensinamentos.

O comando da 17º Batalhão, na pessoa do capitão Marlon Maiko,  informou que vai realizar outras atualizações de procedimento.

 “Uma vez que o bom trabalho policial depende de cada integrante da equipe é interessante que cada um saiba  qual o seu papel no trabalho de abordagem (…) Sempre que possível nós estaremos organizando instruções não só desse, não só no aspecto de abordagem, mas também outras atividades inerentes à atividade policial”

Deixe um comentário