PÓLIO E SARAMPO – Vigilância em Saúde começa hoje plano para ‘bater’ metas de vacinação

17 postos disponibilizaram as vacinas contra a Paralisia Infantil e o Sarampo, mas a procura foi pequena no dia D realizado no último sábado (8).  No do Codó Novo, o maior bairro da cidade, 21 crianças apenas haviam sido vacinadas em duas horas de campanha.

Mas muitos pais cumpriram com o dever  de zelar pela saúde dos filhos logo no primeiro dia. Técnicas de enfermagem aproveitaram para atualizar a carteirinha de vacinação de quem apareceu no dia D uma vez que muitas outras vacinas também estavam disponíveis.

“Pode tá surgindo a oportunidade  da gente tá atualizando essa carteira (…) aí a gente faz a de hoje de campanha e alguma que tiver atrasada e manda retornar em 30 dias pra tá tomando as outras que devem estar atrasadas também”, disse Carmem Silva, técnica de enfermagem do bairro São Francisco

METAS

Os vacinadores ainda têm muito trabalho pela frente. 10.809 crianças terão que ser vacinadas contra Paralisia Infantil. Contra o Sarampo, são 9.622.

Para alcançar as duas metas a coordenação de Vigilância em Saúde já traçou um plano, que  será posto em prática a partir desta segunda-feira (10), visando vacinar todas as crianças aqui da cidade e também as da zona rural do município.

A coordenadora Karen Cruz explicou que até o dia 28 de novembro a vigilância vai correr atrás do público alvo da campanha.

 “Todos os postos vão estar funcionando, normalmente, com as vacinas de campanha e rotina e pra intensificar a vacinação nós estaremos promovendo os arrastões aqui na zona urbana, são duas semanas de arrastão aqui, e a partir do dia 24 irá pra zona rural, passará duas semanas também (…) a gente não vai esperar só a demanda espontânea, a gente também vai tá atrás da população”, disse a enfermeira

Deixe uma resposta