POR ACÉLIO TRINDADE – Como nós codoenses estamos vencendo o Coronavírus

Depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em rede nacional que o Coronavírus é uma gripezinha, demonstrando sua preocupação com a economia do país, o Brasil começou a ficar dividido e a questão passou a ser – FICO CONFINADO, TUDO BEM, MAS E QUANDO O DINHEIRO ACABAR, O QUE FAREI? E MEU  EMPREGO?

É uma situação crítica e muito difícil de responder, por isso mesmo deixo a critério de cada um, neste vídeo exponho apenas minha opinião sobre a sua colaboração, de sucesso, no combate ao CORONAVÍRUS e, a meu favor, estão os números de casos suspeitos em nossa Codó, visivelmente impactados pelo nosso comportamento.

PARABÉNS PRA VOCÊ.ENTENDA PORQUÊ

4 comentários sobre “POR ACÉLIO TRINDADE – Como nós codoenses estamos vencendo o Coronavírus”

  1. Calma acelio Varela. Canja e água fresca não faz mal pra ninguém. Depois destes ônibus clandestino chegar o vírus fica encubado por 14 dias e aí se manifesta. Vamos aguardar

  2. Meu amigo, a situação ta mais feita que podemos imaginar e a maioria não percebeu isso.

    Estamos vencendo uma batalha, que é reduzir os números de casos, mas a guerra contra o vírus continua e a maior batalha não é nesse período que estamos de quarentena, a maior será apos depois, quando todos forem para as ruas, vulneráveis e suscetíveis a pegar o vírus que ainda circula em pessoa que não apresenta sintomas e por isso não saberão que estão com ele.

    O pico de contagio ainda não ocorreu no Brasil, o mais preocupante é saber que esse fico esta sendo adiado, ninguém esta imune, não existe vacina, a unica solução que apresenta bons resultados é o tratamento dos infectados EM ESTADO GRAVE APENAS com a cloroquina e azitromicina, mas necessitaria de leitos, se haver crescimento abrupto de casos, não haverá leitos suficientes pra todos que necessitam no minimo 7 dias para apresentar melhora, mas ainda sim não elimina o vírus totalmente porque fica ainda pequena quantidade dele no organismo como vi hoje 27/03 as 10:30 uma doutora falando disso na Globo e o paciente pode novamente apresentar sintomas após receber alta, como já ocorreu.

    Codó apenas tem 9 leitos, é dramático imaginar a existência de dezenas ou centenas de pessoas precisando de tratamento.

    O maior desafio estar por vir e os mais pobres não estão mais aguentando tanto tempo sem trabalhar, sem apoio financeiro do governo a fome vai falar mais alto e anota ai, podemos ver um aumento da criminalidade.

  3. Depois que o presidente Bolsonaro citou a fala do médico de confiança da rede globo “que o Coronavírus é uma gripezinha”. Todos os governadores que estavam tramando uma crise no governo comentaram como irresponsabilidade do presidente, ISSO, apoiado pela grande mídia (Globo). Quem não sabe que a mamata da Globo acabou? Querem antecipar a campanha eleitoral para presidente no país.

    O presidente sugere e não determina, joga a isca, e ficou fácil perceber a trama armada. Antes do Carnaval esses mesmos Governadores junto com essa mídia mencionada informaram que o Coronavírus não era só uma gripezinha, mas também um resfriadinho.

    Agradecemos a Deus pelo motivo de nossa região ser quente, temperaturas elevadas, ambiente desfavorável ao vírus, pois o ambiente favorável é abaixo de 12°C. Ainda que acima, não sobrevive mais que 24h.

    É bom entendermos sobre as técnicas utilizadas em vários países sobre isolamento social:

    a) Isolamento Social em massa
    b) Isolamento Social Parcial

    A grande mídia quer colocar na conta do presidente que ele é contra ao isolamento social. Mas fica a pergunta: qual das duas técnicas citadas acima?

    O presidente defende a técnica “B”, pois é mais cauteloso em relação ao desenvolvimento econômico.

    É claro que muitos afirmaram e eu concordo: “a vida é mais importante” ninguém está negando isso. Claro que a vida é a base, porém o que se discute é que devido ao exagero da dose do remédio os efeitos colaterais podem ser mais prejudicial em um futuro próximo.

    Vejamos: é interessante a técnica de isolamento social, porém qual técnica utilizar? Depende da região, pois sabemos que o Brasil possuem regiões diversificadas. Depende da logística local de cada cidade (Transporte, distancia, leitos de urgência entre outros fatores não citados etc…).

    A técnica de isolamento em massa, evita a proliferação do vírus rápida, mas acontece de forma lenta. Neste caso, lentamente também chegará ao pico de imunidade. Essa técnica é utilizada em razão que sistema nenhum de saúde mundial suporta atender uma grande demanda de de infectados nos casos graves. Mas requer tempo maior de proliferação do vírus.

    A técnica citada pelo presidente trata-se de isolamento Social Parcial (Idosos e grupos de riscos).

    Conforme os estudos e acometimentos em países como a China, Itália, Coreia do Sul, serviu como estatística de que 100% da população contaminada, 90% não houve casos graves, sendo que 10% em que ocorreram casos graves eram pessoas idosas e portadoras de doenças crônicas.

    Essa técnica propaga a ideia de que: quanto mais pessoas saldáveis forem contaminas pelo vírus mais rápido chegará ao pico de proliferação, fazendo com que a imunização chegue mais rápido também. Neste caso deve-se isolar os grupos de risco. Onde eu mudaria este termo de “isolamento social” para “Medidas Protetivas Social dos Grupos de Risco”. Lógico que tal medidas requer gastos dos Estados (UF). Investimento na proteção destes grupos de riscos. Poderia citar aqui alguns exemplos como: Confinamentos em hotéis, clubes e com acompanhamentos de profissionais da saúde.

    Outro caso que eu gostaria de comentar é sobre a medicação que está sendo utilizada por todos os países do mundo no combate ao coronavírus, que são a mistura de HIDROXICLOROQUINA e AZITROMICINA, medicamentos de baixo custo e tem demostrado eficiência no tratamento de pessoas com casos graves. Lembrando que toda medicação deve ser medicada por um médico, sendo observado a dosagem da medicação (Conhecimento científico).

    Portanto, responsabilidade é saber dosar a medicação na quantidade ideal para que os efeitos colaterais não sejam muito danosos.

Deixe uma resposta