Presidente do TJMA manda recado para bandidos que atacaram juiz em São Domingos

Foi realizado na tarde de ontem, 26, na cidade de São Domingos, um Ato de Desagravo em favor de Clênio Lima Corrêa, juiz da Comarca que teve sua casa atingida por 6 tiros na semana passada. Mais de 40 juízes estiveram presentes espontaneamente, segundo o presidente em exercício da Associação dos Magistrados do Maranhão, Marcelo Moreira.juizes

“Surgiu da ideia da manifestação voluntária dos próprios juízes que sentiram a necessidade de virem até São Domingos prestarem solidariedade ao colega que foi vítima de um atentado numa ação criminosa que não pode ficar impune”, disse  em entrevista à TV Mirante

A COBRANÇA

O tom dos discursos foi o mesmo,  cobrar providências das autoridades.

“A gente percebe que, não obstante, a gravidade das ações criminosas providências efetivas relacionadas à segurança estão ainda a desejar, então o que a gente quer é que nós não nos deparemos com uma situação ainda mais grave como as que foram a de Urbano Santos e agora em São Domingos”, criticou o presidente em exercício da AMMA.

“Se o indivíduo ele se volta contra o Poder Judiciário, que é um dos poderes do Estado, ele se volta contra o Estado, quem não respeita do Estado não respeita ninguém”, destacou o juiz de Coroatá, Francisco Ferreira de Lima.

Todos  mostraram-se solidários ao momento enfrentado pelo colega.

“Esse ato nosso hoje aqui mostra que a magistratura está unida, ela está fortalecida, nós estamos de mãos dadas com Dr. Clênio pra mostrar apoio à ele, não vamos aceitar qualquer tipo de ação que venha comprometer a liberdade de julgamento do colega”, pontuou a juíza-auxiliar da Corregedoria do TJMA, Rosângela Prazeres Macieira.

“QUEM TEM QUE TER MEDO É  O BANDIDO”

O juiz Clênio Lima Corrêa, que já havia enfrentado situação semelhante quanto fora por 2 anos juiz no interior do Estado do Pará (depois fez novo concurso e passou no Maranhão), agradeceu a solidariedade dos companheiros e garantiu que não arredará um milímetro sequer de suas funções.

“Quem tem que ter medo é o bandido não sou eu, porque nós somos o Estado. O Estado está aqui para reagir para impor a vontade da lei, o que deve prevalecer é a vontade da lei, não é a vontade de um pilantra, a vontade de um vagabundo, de um moleque qualquer, o que tem que prevalecer é a vontade da lei, é a vontade do Estado Democrático de Direito e é isso que vai prevalecer em São Domingos do Maranhão”, disse

PALAVRAS DO PRESIDENTE

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cleones Carvalho Cunha, que também foi voluntariamente ao ato de desagravo, teceu muitos elogios ao trabalho de Dr. Clênio Corrêa destacando o prestígio que o julgador desfruta entre seus amigos de magistratura.

O desembargador foi enfático em suas palavras  garantindo que está acompanhando tudo e cobrando providências.

“Nós estamos acompanhando com a própria diretoria de segurança institucional que é uma diretoria do Tribunal que trata da segurança dos magistrados, que desde o primeiro momento se dirigiu aqui para São Domingos e continua  acompanhando diretamente as investigações”, disse à TV Mirante

Na hora de seu discurso, o blogdoacelio registrou o momento em que mandou um recado diretamente aos bandidos que atacaram o juiz alvo do desagravo. VEJA.

2 comentários sobre “Presidente do TJMA manda recado para bandidos que atacaram juiz em São Domingos”

  1. Se tão metendo bala em juiz, o que dirá no cidadão dito “comum”, que não tem a proteção do Estado. O Brasil é o país movido pela fatalidade. Explico: É preciso acontecer um fato grave, chocante, geralmente com pessoas “conhecidas”, para que haja mobilização de classes e/ou da sociedade civil. Enquanto isso, a violência sofrida diariamente pelo Seu Ninguém, não merece sequer uma nota de rodapé nos jornais, muito menos uma ação enérgica por parte do Estado. Vira só um número no prontuário policial e nas estatísticas.

Deixe um comentário