Preso suspeito de tentar atear fogo em viatura da Polícia Civil em Coroatá

Foi preso na madrugada de ontem, 12, Cledinaldo Silva dos Santos, mais conhecido como KEKÉU,  morador do bairro NOVO Areal, na cidade de Coroatá.

De acordo com informações da polícia colhidas pelo Jornal da Manhã, da 106 FM, Rádio Educativa, divulgadas pelo radialista e apresentador Antonio Silva, Kekéu tentou entrar na onda dos incêndios que ora aterroriza a população da capital maranhense, mas se deu mal.

Por volta de 1h30 da madrugada, Cledinaldo, na companhia de outro suspeito ainda solto, tentaram atear fogo numa viatura da Polícia Civil que estava estacionada em frente ao prédio onde funciona, ainda no improviso, a delegacia de Coroatá.

“Por sorte agentes civis que estavam no prédio frustraram a ação dos bandidos. Eles chegaram a jogar gasolina no carro, mas a ação dos policiais foi rápida. O caso foi mantido em sigilo até as 17h30 desta quarta-feira, 12, quando um deles, Kekéu, foi preso e assumiu a participação na tentativa de incêndio”, diz a informação divulgada no grupo do JM no whatsApp

O jornalista Antonio Silva entrevistou Cledinaldo Silva dos Santos e o perguntou sobre o que teria motivado a frustrada ação.

Respondeu que o ato seria em represália à morte do suspeito de assalto identificado pela alcunha de ‘Macaquinho’ que faleceu após confronto armado com a PM na semana passada na estrada entre Coroatá e Peritoró.

Deixe um comentário