Presos por baderna brigam dentro de cela improvisada após agente encerrar plantão de madrugada

De acordo com o major, Jairo Xavier,  houve na madrugada deste domingo (às 5h) uma briga generalizada entre os presos conduzidos por baderna à cela improvisada no prédio alugado pelo Governo do Estado,  localizado por trás da igreja Matriz, no bairro São Benedito.

No momento não havia ninguém da Polícia Civil porque, segundo o comandante da Nona Companhia, o agente civil designado para fazer plantão no local decidiu ir embora às 3h da madrugada alegando que o plantão dele já havia acabado.

“O agente da polícia civil que estava no lugar para onde estão sendo levadas as pessoas conduzidas no Corredor 3h da manhã disse que ia embora porque tinha terminado o turno dele, resultado por volta de 5h da manhã houve um tumulto generalizado lá entre os que tinham sido conduzidos do Corredor da Folia e lesionaram-se entre eles”, contou o comandante

Sobre lesões, o major disse

“Na briga entre eles lá teve sopapo, vítima que levou murro no olho, tinha mais de 20 pessoas lá porque acumulou com os outros que não foram liberados, se desentenderam”, disse

A SUGESTÃO

Em conversa com o delegado que está de plantão neste domingo, Zilmar Santana, a PM, por meio de Capitão Ricardo de Carvalho, sugeriu que a partir de hoje os baderneiros sejam levados para o Gaiolão do Centro de Ressocialização Regional, no bairro São Pedro, onde há todo um aparato de segurança e vigilância do próprio mini-presídio.

“Houve também tentativa de fuga na delegacia, a delegada foi chamada, confusão. Sei que agora pela manhã o delegado de plantão, delegado Zilmar, nós conversamos com ele e sugerimos que eles fossem conduzidos para o gaiolão e parece que eles vão acatar”, concluiu o comandante

Deixe uma resposta