Fale com Acélio

Os profissionais do magistério da rede municipal de ensino poderão retornar à greve caso o poder público não cumpra o acordo de ampliação da jornada de trabalho extraclasse prometido para o primeiro dia letivo de agosto.

O acordo foi firmado durante a greve da categoria realizada no mês de março, perante o representante do Ministério Público Estadual. Todavia, em recente audiência realizada pelo Juiz Pedro Guimarães, o procurador do município requereu mais trinta dias para o cumprimento do acordo.

DECISÃO DE GREVE

A prefeitura alega a necessidade de mais tempo para poupar o recurso que irá remunerar os novos professores contratados. Em assembleia preliminar realizada no dia 12 de julho, os professores rejeitaram o pedido de extensão do prazo feito pelo município e decidiram pelo retorno à greve caso o poder público não cumpra o prometido. Para os professores o argumento do governo é descabido, pois os recursos do FUNDEB vêm sendo repassados regularmente ao município.

Nesta quinta feira, dia 02, a direção do SINDSSERM realizará uma segunda assembleia na qual será votado o indicativo de greve aprovado na assembleia anterior. A assembleia será realizada no auditório da Escola Ananias Murad, às 17H30

FONTE: Blogspotlutasocialista.com

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADES

A CONVERSA É COM ACÉLIO TRINDADE

APP RAD MAIS

Dra. Nábia, PEDIATRA

Medicina Integrada – Pedro Augusto

REGIONAL TELECOM

Marque Consulta

FC MOTOS

LOJA PARAISO

FARMÁCIA DO TRABALHADOR

PANIFICADORA ALFA

OPTICA AGAPE

SUPERLAR

PHARMAJOY

BRILHO DO SOL

 

CAWEB FIBRA

PARAÍBA A MODA DA SUA VIDA

Venda de Imóveis Codó-MA

HOSPITAL SÃO PEDRO (HSP)

Óticas HP

CARTÃO NOROESTE

 

 

SEMANA RAD+

 

GABRIELA CONSTRUÇÕES

Imprima

Lojas Tropical

Mundo do Real

Reginaldo

Baronesa Janaína

RÁDIOS NET

EAD – Grátis

Categorias