Professores e alunos de Codó protestam contra medidas do governo

15032330_1193969354003628_4680171935846082245_nAconteceu agora pela manhã uma caminhada  de professores e alunos  saindo da praça da Bandeira até a prefeitura de Codó, passando  pela Afonso Pena.

O movimento foi contra as medidas de contenção de gastos propostas  pelo Governo Federal, como questionou o professor Antonio Celso Moreira.

 “Na cabeça do governo Federal investimento em educação e saúde e segurança é gasto não é investimento e aí nós nos perguntamos que governo é esse que retira dinheiro da educação e tira dinheiro da saúde, simplesmente para investir pagando contas, pagando dívida pública?”, questionou

Nós entrevistamos a  professora de Artes, Hosângela Sousa,  que, bem a frente da caminhada empunhando uma grande faixa de protesto,  demonstrou preocupação com o futuro da disciplina que ministra nas escolas da cidade.

“Nossa categoria lutou décadas e décadas para que o ensino de arte  se inserisse no Ensino Médio e nesse exato momento a gente tá perdendo esse direito, direito de que os nossos alunos tenham uma valor, um conhecimento cultural, trabalhar sua expressividade humana através da arte”

PROFISSIONALIZANTE vs SUPERIOR

Já a professora Cristiane Dias Martins da Costa entende que  a reforma anunciada para o Ensino Médio trará grandes prejuízos à educação dos  jovens brasileiros. Na opinião dela, o ensino profissionalizante acaba sendo um desestímulo ao ensino superior

 “ Perde uma formação crítica dos alunos, a gente poder escolher ter ou não ter Filosofia, Sociologia, ao retirar Artes e Educação Física. Perde porque no momento em  que a gente pensa num ensino médio que vai ser profissionalizante esses alunos não vão entrar no Ensino Superior”, disse

O tempo todo a caminhada tentou chamar a atenção e todos para uma reflexão urgente e necessária.

“Vamos ler, interpretar pra saber, exatamente, o real significado das ações, das realizações do governo federal”, pedia ao microfone a a aguerrida professora Conceição de Maria Ferreira Monteiro

“Justamente pra que nós possamos dá um basta nessas medidas impopulares  que, justamente, vai infringir contra os trabalhadores da educação e da população em geral”, acrescentou, em entrevista, o professor Jean Pierry Lopes Siqueira

ALUNOS NA GUERRA

Os professores contam, em Codó, com o apoio de muitos alunos que comungam  do mesmo  raciocínio em relação às medidas que estão por se concretizar, algo que ficou bem claro na fala da aluna Ana Caroline Ribeiro, do Colegio Olympus.

 “ Como eles vão congelar gastos da Educação e da Saúde se nós já temos educação e saúde no Brasil? Isso não faz sentido, não tem como proceder uma coisa dessas, não podemos ficar calados quanto a isso”, afirmou

Um comentário sobre “Professores e alunos de Codó protestam contra medidas do governo”

  1. Interessante como qualquer jovem de 16 anos pode ser apto a escolher que políticos deverão governar MINHA vida, mas não são capazes de escolher que disciplinas eles mesmos irão estudar. Quer dizer: eles “sabem” o que é melhor para a minha vida, mas não sabem o que é melhor para a vida deles?
    O que os referidos professores dizem sobre essa incoerência?

    Quanto ao comentário do prof. Antonio Celso Moreira, o que ele sugere? o governo deixar de pagas suas dívidas? Lembrando que essas dívidas surgiram justamente por nunca terem se importado com a gastança do governo e agora essa fatura chegou. Prof. Antônio Celso Moreira: não existe almoço grátis!

Deixe uma resposta