Reportagem mostra panela que pode ter sido usada por escravos na zona rural de Codó

Super panela no Axixá

A repórter, Ramíria Santiago, esteve no povoado Axixá para mostrar aos telespectadores da TV Palmeira do Norte a história de uma enorme panela. Segundo relato dos moradores, a super panela é de bem antes da formação da comunidade e ela teria sido usada para alimentar escravos que viviam em fazendas daquela região.

“A história dessa panela é que quando começou a comunidade ela já existia (…) os mais velhos contam que aqui próximo ainda existe ainda um local onde os pretos velhos ficavam e lá existiam cacos de tigelas que são da grossura de três dedos, aqui nós temos companheiros que achou, coisas velhas, antigas”, disse o entrevistado Luís Alves Ferreira, presidente da Associação de Moradores

REGISTRADA

A matéria mostrou que, quando utilizada, no mínimo quatro escravos eram necessários para locomovê-la. Ela é de ferro maciço, não foi mostrado o diâmetro, nem sua capacidade. As imagens mostraram que ela tem um registro feito pela Associação das Comunidades Quilombolas do Maranhão – Aconeruq – o que a torna um patrimônio local.

“Muita gente que já passou por aqui, gente de São Paulo, de São Luís tira foto dessa panela”, revelou um morador

MISTÉRIOS DE AXIXÁ

Panela gigante

Não é só a super panela a atração da comunidade, os moradores falam de locais assombrados que incluem visagens de caixões acorrentados em lagoa e outras estórias que chegam a assustar à quem não está habituado a ouví-las.

“Os mais velhos me contaram que nem todo mundo ver, mas que dentro dessa lagoa ainda existe esse caixão com essa corrente, né, nem todo mundo ver, mas tem gente que conta que já viu ele lá, praticamente quase assombrado”, disse Luís

Um comentário sobre “Reportagem mostra panela que pode ter sido usada por escravos na zona rural de Codó”

Deixe um comentário