Saiba como comprar gás de cozinha mais barato em Codó

O consumidor se surpreendeu com o  aumento dado pelas  4 revendedoras de gás de cozinha que operam  em Codó. O preço pulou de R$ 53,00 para R$ 65,00 e não há nem  como reclamar porque os empresários alegam que só estão repassando um aumento da ordem de 24% que também sofreram.

SEM OPÇÃO PRA RECEBER EM CASA

Nós visitamos as revendedoras e constatamos que o consumidor de Codó  ficou sem opção uma vez que todas praticam o mesmo preço. Ainda que ele faça uma pesquisa antes de adquirir com o novo valor, esta será em vão. Ao final terá mesmo que desembolsar R$ 65,00 se quiser receber o produto em casa.

ECONOMIA SE BUSCAR O BOTIJÃO

A única chance de economizar é se dispor a ir até a sede da revendedora para buscar o botijão.

Neste caso o consumidor pode comprar gás de cozinha à:

  • R$ 55,00,
  • à R$ 60,50
  • e à R$ 61,00.

Ainda assim, quem vende já conta com uma certa queda nas vendas até que, na opinião deste empresário, tudo se estabilize.

Ocasionou agora desse aumento de 24% que não tinha como segurar ele e nem como repassar gradativo, é possível que tenha uma queda, uma redução nas vendas, mas é o mercado hoje que tá nessa situação…ESPERA-SE QUE O POVO SE ACOSTUME? Estabilize, que logo estabilize, com certeza logo vai estabilizar”, explicou Maércio Bayma

NO FOGAREIRO

Na residência dos consumidores já há quem esteja colocando pra fora um velho companheiro das cozinhas em Codó – o fogareiro.

Seu Eduardo Santos, no bairro Codó Novo, disse que o dele servirá para qualquer emergência e já se preocupa também com o preço do carvão vegetal.

 “Fogareirinho, vamos voltar para o fogareiro de novo…POR QUE? Porque vai ter hora que ser emergência, vai ter hora que não vai ter os R$ 65,00 pra trocar o gás…E  NA EMERGÊNCIA?  Aí vamos se valer do carvão, pedindo a Deus que o carvão não aumente também, né, como é do pobre talvez eles segurem o preço”, afirmou

10 comentários sobre “Saiba como comprar gás de cozinha mais barato em Codó”

  1. Preço do gás de cozinha maranhense é o quarto mais caro do país, diz ANP
    Estado só perde para Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
    São José de Ribamar e São Luís possuem os peços mais caros no Estado.
    Do G1 MA, com informações da TV Mirante

    5 comentários
    Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o gás de cozinha (GLP) vendido no Maranhão é o quarto mais caro do país. E São Luís aparece em segundo lugar entre os municípios do estado com o botijão mais caro, atrás apenas de São José de Ribamar, na região metropolitana.
    Pela tabela divulgada pela ANP, entre os dias 17 e 23 fevereiro, o preço médio do GLP cobrado no Estado chegou a R$ 44,38, menor apenas que no Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. No Estado, o preço médio no período mais alto foi registrado em São José de Ribamar, R$ 48,63; seguido por São Luís, R$ 48,46; e Carolina, R$ 44,67.

    Então, o que falta?? Falta apenas o povo não aceitar o que vem ocorrendo em Codó.

  2. Assim como o sr chiquinho do SAE que empurrou guela abaixo o aumento da água, e porisso não será eleito se for candidato a prefeito pra vereador talvez. Quanto ao gás tenho certeza que este aumento foi coisa do coroné da cidade, mas este ainda temos chance de matar no ninho, NÃO votando no filho. Cartel cade o MP?

  3. só falta para o FC ser dono total de codó uma funerária e um cemitério aí ele tá com a cidade na mão.povo codoense vem aí eleições para prefeito diga não para o COSTA DA FC,ADEBAR E TODO O GRUPO DO CHIQUINHO.

  4. E não há nem como reclamar porque os empresários alegam que só estão repassando um aumento da ordem de 24% que também sofreram… Esse início de matéria foi postada pelo blogueiro. Em relação ao SAAE tudo que foi postado pelo blog foi uma detonação, já os empresários do GÁS (PODE). O SAAE não (PODE). Isso se chama CARTEL! A MATÉRIA é uma defesa em prol dos empresários.

  5. 01/09/2015 08h39 – Atualizado em 01/09/2015 21h28
    Reajuste do preço do gás de cozinha começa a valer nesta terça-feira
    Segundo a Petrobras, este é o primeiro aumento desde dezembro de 2002.
    Será reajustado o preço do gás liquefeito de petróleo para uso residencial.
    Do G1, em São Paulo
    FACEBOOK
    O preço do botijão de gás sofrerá reajuste a partir desta terça-feira (1º). A Petrobras informou na véspera que reajustará os preços de gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado em botijões de até 13 kg (GLP P-13).

    Segundo nota enviada à imprensa, a alta média será de 15%.

    Segundo a Petrobras, este é o primeiro aumento do preço do gás de cozinha desde dezembro de 2002.

    Em nota divulgada na sexta-feira (28), o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) havia informado que haveria o aumento, sem precisar de quanto seria.

    De acordo com o Sindigás, o presidente da Sergás (sindicato das revendedoras), Robson Carneiro dos Santos, afirma que o reajuste será repassado ao consumidor. “Não tem como segurar o preço final por muito tempo porque os nossos custos também subiram muito”, afirmou, segundo nota divulgada no site do sindicato.

  6. CONFORME INFORMAÇÕES DO FORNECEDOR PARA O “”GASBRÁS”” DE CODÓ, O REGISTRO PARA AS SUAS COMPRAS É DE R$42,83 POSTO CODÓ, OU SEJA, JÁ INCLUSO O FRETE. VENDER O BOTIJÃO DE GÁS DE COZINHA POR R$65,00 É EXPLORAR O POVO, PRINCIPALMENTE O MAIS HUMILDE. O TAL PROCOM DE CODÓ PRECISA AGIR E O POVO PRECISA GRITAR.

    DESCONSIDEREM O QUE ESCREVI ANTERIORMENTE, ESSA É A INFORMAÇÃO CERTA.

  7. Engraçado, quando falaram que ia aumentar o taxa da água, foi aquele disse me disse todo, tinha blog que não editava outra coisa há não ser o aumento da água, agora veio o aumento da energia, nego pagando dois talão de energia e ninguém disse nada, gora vem o aumento do gás e ninguém se manisfesta, porque só se manisfestaram com o Chiquinho do Saae, será medo dele ou foi para tentar desestabilizar o homem, mais parece que ele saiu foi mais forte.

  8. Cadê os defensores da população diante desde CARTEL do gás? Quando foi sobre a água foi tanta gente criticando, não tenho procuração para defender o SAAE, mas a coisas em Codó é assim: todos com medo do Grupo FC Oliveira: Cadê blogs inclusive este? Cadê Walney Filho? Cadê a OAB? Todos com medo e não enfrentam os empresários.

Deixe um comentário