Secretaria de Meio Ambiente muda discurso e apresenta tocha de plasma como solução para o fim do lixão

Ferdinando plantando mata ciliar do Itapecurú
Ferdinando plantando mata ciliar do Itapecurú

O governo federal prorrogou o prazo de agosto de 2012 para o fim de 2014, mas até agora nem sinal do extermínio  do lixão de Codó onde vivem mais de 40 famílias em condições, completamente, degradantes.

No local é possível ver crianças também, algumas acompanhando os pais, outras não. Eles dizem que a fiscalização do Conselho Tutelar é difícil aparecer no local.

Procuramos saber do secretário de Meio Ambiente, Ferdinando Rocha, quanto a problemática do lixão. Disse, inicialmente, que a secretaria enviou ano passado a proposta de política de gestão dos resíduos sólidos à Câmara. Não falou do resultado disso, se já foi aprovada ou engavetada.

“O prazo inicial seria agosto de 2012, como de fato a Secretaria apresentou à Câmara Municipal de Codó, a nossa política de gestão adequada de  resíduos sólidos do município e este prazo foi estendido até 2014”, explicou

QUAL A SOLUÇÃO?

O governo mudou o discurso. Antes falava-se em formar um consórcio intermunicipal onde um município receberia o lixo e os demais colaborariam, também financeiramente, para manter os custos de um ATERRO SANITÁRIO como requer a lei de resíduos sólidos, pois este protege o solo e, consequentemente, o lençol freático (algo que não ocorre com o  lixão na opinião dos especialistas).

Crianças no lixão
Crianças no lixão

Agora a ideia é outra.

Ferdinando afirmou que a solução mais viável, uma vez que nenhum município quer assumir o ônus de ser a sede do aterro sanitário, é UMA USINA DE RECICLAGEM PRODUTORA DE ENERGIA ELÉTRICA.

Afirmou que já existem até contatos com uma empresa interessada em desenvolver tal atividade.

 “A gente já está bem avançado no que diz respeito a questão da solução de fato. A gente tem já negociado com uma empresa talvez a implantação de uma usina de reciclagem que seria a solução mais adequada para o município de Codó, haja vista os custos de um aterro sanitário ser muito elevado e um consórcio, por aterro sanitário, é algo que ainda não chegou num consenso entre os municípios do Maranhão, nenhum município quer ter esse ônus de só receber o lixo do próximo sem ter nenhum bônus’, disse

A tecnologia, chamada de tocha de plasma, teria sido desenvolvida no Canadá e passado por melhorias no Brasil.

“Então talvez a solução, pensada por Codó, e discutida já numa fase bem avançada de negociação seria a solução não só pra Codó, mas pra todo o Estado, desse consórcio a partir da implantação de uma usina de reciclagem utilizando uma tecnologia canadense que foi melhorada no Brasil”

“Então a gente pode dizer que essa tecnologia da utilização da tocha de plasma possa vir a ser a solução pra o lixo de Codó”, concluiu

QUANDO, MESTRE?

O secretário, que tem até 2014 para se decidir e  efetivar alguma solução, não disse quando a tal usina se concretizará. Até lá, que os deuses do olimpo guardem nossos mananciais subterrâneos das consequências pesadas do nosso eterno lixão.

9 comentários sobre “Secretaria de Meio Ambiente muda discurso e apresenta tocha de plasma como solução para o fim do lixão”

  1. ATERRO SANITÁRIO EM CODO? SÓ SE FOR DO DINHEIRO PUBLICO QUE É BEM ATERRADO. NINGUÉM DA POPULAÇÃO SABE AO CERTO ONDE É ATERRADO, MAS OS NOSSOS QUERIDOS MANDATÁRIOS SABEM!!aff

  2. kkkkkkkkkk Ferdinando? ESSA SECRETARIA de meio ambiente EXISTE? DUVIDO.

    Primeiro Ato: Seria impedir que a .. NÃO DEGRADASSE O MEIO AMBIENTE DE CODO COMO FAZ ATUALMENTE.

    1. Opa! Opa! detector de censura apitando. Acélio, jornalista e Advogado censurando seus leitores?
      Alem disse: “Primeiro Ato: Seria impedir que a .. NÃO DEGRADASSE O MEIO AMBIENTE DE CODO COMO FAZ ATUALMENTE.”.
      Eu pergunto “a” o que? Será o que eu estou pensando???

  3. Kkkkkkk ainda é um dos poucos que querem fazer algo nesse governo e que sabe do assunto e fica uma inveja monstra desses que queriam estar no lugar do cara.kkkkkkkk ajuda meu povo! Olha a caçamba nao passou hoje viu Ferdinandes olha meu lixo kkkkkkkk

  4. Bom dia meu caros leitores deste blog, concordo com todos vocês, o secretario que só quer ser modelo fotográfico, campeão em participar de seminário Estaduais e Municipais, ainda não apresentou nenhuma plataforma de trabalho, e o pior a falta de planejamento administrativo da pasta. pergunto ao secretario me apresente algum projeto, tais como:

    – projeto de impacto ambiental para o município de codó, referente a usina de reciclagem de lixo.
    – projeto de aterro sanitário.
    – você secretario já deve alguma reunião com os técnicos do Ministério da Saúde (Funasa). a respeito deste assunto.
    – ou o secretário e só queixo (PROMETI COM CERTEZA E FALTAR COMO SEM DÚVIDA).

  5. Eita pessoal invejoso, o secretário é apenas uma pessoa que os barões coloram na cadeira de secretário. Não manda nada, não sabe pra que veio, não tem NORTE. Está mais perdido que.. …. no dia dos pais. Secretário vai ganhando o seu e enrolando a sociedade, alias os Codoenses adoram ser enganados.

  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.Esse Ferdinando Rocha tá mais perdido do que cego em tiroteio!!! Aliás, ………………………

Deixe um comentário